Osteoporose e Atividade Física

A osteoporose é uma das doenças ósseas mais comuns em adultos, as causas mais comuns de seu desenvolvimento são a inatividade física, a desnutrição intensa, falta de vitamina C e a redução de estrógeno (um dos hormônios responsáveis pelo ciclo menstrual).

A população mais acometida pela osteoporose são as mulheres, principalmente após a menopausa (ultima menstruação), quando o ritmo da perda de massa óssea aumenta, em algumas mulheres, essa perda pode chegar até 30% por volta dos 70 anos7, um dos fatores que acarreta essa drástica perda óssea é a redução de estrógeno ocorrida após a menopausa.

O exercício físico pode manter e até aumentar a massa óssea em adultos. São benéficos para a prevenção da osteoporose especialmente os exercícios que promovam sustentação de peso, como caminhar1, correr, dançar, o treinamento resistido8, no qual uma força significativa pode ser gerada contra os ossos longos do corpo.

Outro fator interessante, é que mesmo quando se para de praticar atividade física, o ganho de massa óssea obtido durante o treinamento é em parte mantido, tanto nas pessoas que praticaram atividade física antes, como após a adolecencia5.

Desse modo, podemos afirmar que a atividade física possui eficiência na prevenção à osteoporose, por manter e até aumentar a massa óssea, e que essa eficiência é ainda maior quando se pratica atividade física desde a infância.

 

isabela casline

Isabela Casline é Professora e Personal Trainer da Cia Athletica Campinas 

Contato: 

isabela.casline

@soucia.com.br