Dano tecidual (McTA) e ordem dos exercícios

A grande maioria dos alunos acham que a dor muscular tardia é um transtorno do treinamento. No entanto, sentir dor nos dias seguintes significa que você treinou com intensidade suficiente para incorrer em alguma lesão muscular significativa e que isso levará seus músculos ao crescimento.

                Realizar exercícios com muito peso e reduzir o tempo de intervalo é uma forma muito eficaz de aumentar o dano tecidual.

                Sendo assim, se a sua intenção na musculação é promover o máximo de microtraumas adaptativos (McTAs), criando assim um ambiente mais favorável para a ocorrência de hipertrofia, uma das melhoras formas de otimizar isso é ordenar adequadamente seus exercícios, aproveitando ao máximo o fluxo sanguíneo e o uso dos músculos sinergistas (auxiliares) e estabilizadores.

                Evite trocar a ordem dos exercícios e respeite o intervalo de recuperação para aumentar o recrutamento/sincronização das fibras musculares e aumentar a resposta hipertrófica.

 

 rodrigo borgo

 

Rodrigo B. Borgo é Especialista em Bioquímica, fisiologia, treinamento e nutrição desportiva - Unicamp. Companhia Athletica - Unidade Campinas/World Gym (Atual W Gym). Professor de musculação e corrida/Personal Trainer/Avaliador físico.

CREF - 063184-G/SP  Telefone: (19) 9789-6280 / (19) 3207-0540