Desapega-se e seja feliz!

Olá Pessoal! Esta semana, através dos meios de comunicação, ouvimos muito dizer sobre a busca incessante pela Felicidade e que as pessoas estão fazendo para consegui-la.

E ouvindo sobre isso, me fez pensar em escrever algo onde eu fizesse a “ponte” entre a Organização, o Desapego e a Felicidade. Para completar, recebi de uma amiga, um texto também falando sobre desapego e a nossa total responsabilidade em sermos felizes. Não tive dúvidas, pois em outras palavras, é exatamente o que eu gostaria de transmitir e dividir com vocês todo o meu sentimento e a percepção que tenho tido na minha caminhada enquanto Consultora em Organização de Ambientes.

Vamos lá – Boa leitura e boa reflexão para todos!

 “Toda vez que se vir com algum tipo de apego – seja de coisas, objetos, pessoas, sentimentos – pergunte-se sobre a importância de tudo isso em sua vida. Você quer guardar aquele candelabro lindo que era da sua bisavó por lembrança, mas que lembrança ele terá quando você morrer e ele ficar com qualquer outra pessoa, seja onde for? Será que sua vida não poderia ser muito mais livre agora mesmo? Quantas coisas você não deixou de fazer na vida por causa das suas “coisas”? Ou quanto tempo desperdiçou limpando e cuidando daquilo que não tinha tanto valor quanto viver momentos junto com a sua família, viajar, ter pequenos insights observando o céu, entre tantos outros?

Quanto mais coisas temos, mais tempo precisamos investir para limpar, armazenar, cuidar. Isso sem contar o dinheiro com armários, cômodas, estantes – móveis feitos para armazenar objetos. E sem contar também a falta de espaço em casa, que atrapalha a circulação das pessoas.

Se quiser guardar algo que realmente dure para sempre, exercite o seu poder de transformação no mundo.

Deixe um legado. Faça acontecer aquilo que sempre foi seu sonho, sua vontade, seu objetivo profissional.

Diga às pessoas que você ama como você se sente. Não guarde rancor daquele parente, ou daquele amigo de infância. Nenhuma briga vale nada perto da morte e de não ter mais a pessoa ali para dizer adeus.

 adinalva

Pare de brigar com as pessoas que você ama, dos seus filhos ao seu marido ou esposa, aos seus pais e amigos.

Trabalhe menos. Se é cansativo e faz você questionar-se o tempo todo, sempre há uma alternativa melhor. Se não puder mudar agora, tenha um plano. Enquanto não atinge seu objetivo, não se deixe drenar.

Conheça outros lugares. Visite as cidades e países que sempre quis conhecer

 adinalva

Curta mais a sua vida. Goste do seu corpo. Pare de criticar tanto a sua aparência.

Pare de se importar com o que as pessoas pensam de você. Pare de se sentir triste. A vida é uma oportunidade a cada momento.

Aproveite mais! Quando perceber que está tendo um momento especial, preste atenção e curta ao máximo. Passe mais tempo com aqueles que você ama.

Descubra a sua paixão, e vá atrás dela. Não deixe por conta do “e se”. Essa é a pior forma de morte – é a morte em vida. Não deixe isso acontecer, pois você está vivo(a

 adinlava

Não deixe de lado algo que seja importante. Não deixe para depois o que não sai da sua cabeça todos os dias. Nós, seres humanos, não somos nada perto da imensidão do universo e do andar das coisas em milhões de anos. Não vale a pena desperdiçar nosso tempo na Terra com nada que não nos faça feliz.”

Fonte - http://www.vidaorganizada.com.br

Uma ótima semana!

 Grande Abraço.

 adinalva ruggeri

Adinalva Ruggeri é Consultora em Organização de Ambientes e Personal Organizer, formada em Relações Públicas pela PUC-Campinas, pós-graduada em Administração e Marketing pela USF e em Gestão de Pessoas pelo INPG. Trabalhei durante 18 (dezoito) anos no ramo de Telecomunicações transitando pelas áreas de Logística, Comercial e Atendimento ao Cliente, no comando de equipes de alta performance voltadas para resultados.

Desde 2005 me dedico ao trabalho e pesquisa na área de Consultoria em Organização de Ambientes, atuando nas cidades de Campinas, Americana, São Paulo, Brasilia, Valinhos, entre outras. Também ministro cursos e palestras sobre Organização e Qualidade de Vida, tanto na área residencial quanto na empresarial.