Atividade Física X Doenças Coronarianas

A associação entre o sedentarismo e a ocorrência de doenças cardiovasculares já foi estabelecida há quase 5 décadas. Foi demonstrada uma clara relação de dose e efeito da prática de atividade física e a ocorrência de eventos coronarianos fatais e não fatais ( angina do peito, morte súbita, etc.).

À medida que ocorre um a aumento do gasto calórico há uma diminuição progressiva do risco cardiovascular. Porém um gasto calórico superior à 2000 Kcal/ semana parece não adicionar nenhum benefício na prevenção de coronariopatias. A proteção do exercício se manifesta somente naqueles que estão se exercitando regularmente.

O fato de o indivíduo ter sido um grande atleta no passado não confere proteção caso ele tenha voltado a ser sedentário, ou seja, o exercício não é vacina, que é feita uma vez na vida e a proteção dura para sempre. A chave é sempre manter-se em atividade. As razões exatas para o efeito protetor do exercício regular ainda não são totalmente compreendidas, mas com certeza, o efeito sobre alguns dos fatores de risco tradicionais é importante parte dessa proteção.


 Isabela Casline

Isabela Casline

e-mail: isabela.casline@soucia.com.br