Coluna Voluntariado - Curiosidades

 Você sabia?

Voluntários em geral são mais felizes e vivem mais tempo.

A discussão em torno do que é responsabilidade social e voluntariado é recente, e o movimento também. Hoje, o voluntariado é um diferencial em todo currículo porque, ter uma experiência voluntária é algo que causa impacto, e a tendência é que isso caminhe para um pré-requisito, assim como ter domínio de uma língua estrangeira.

Além do mais, a pessoa ainda pode agregar à sua vida, muitas coisas boas, tais como:

1 - O olhar do outro

Ao se deparar com os problemas dos outros e trabalhar para melhorar determinadas situações, ganha-se uma habilidade essencial para liderar equipes, por aprender a olhar diversas situações sob a ótica do outro. Poucas pessoas conseguem analisar uma situação levando em consideração a diversidade de opiniões, culturas etc. Dessa forma, a experiência prepara para trabalhar em equipe.


2 –Jogo de cintura

A maioria dos Projetos Sociais conta com recursos escassos, então, aprende-se a trabalhar com a máxima de fazer muito com pouco. Nesse sentido, busca-se reduzir custos e, consequentemente, não fazer uso do desperdício, estimulando, assim, a criatividade, e esse jogo de cintura prepara a pessoa para enfrentar as pressões do mercado de trabalho.

Se ela consegue se desenvolver com poucos recursos, imagine em uma grande empresa, com capital para tal?

3 – Benefícios para sua saúde

Estudos apontam que ajudar o próximo traz benefícios ao coração, faz bem ao sistema imunológico, além de aumentar a expectativa de vida no geral. No campo psicológico, podemos até afirmar que o trabalho voluntário contribuiu para dar um sentido novo à vida, como aquela velha expressão: ao enxergarmos os problemas dos outros, vemos que os nossos são pequenos…

4- Visão de mundo

Ao se envolver com uma causa, a pessoa se torna mais engajada e procura ajudar a melhorar os problemas da sociedade, pesquisar ações que já estão sendo feitas e colocá-las em prática. Ela interessa-se mais por política e fica mais informada sobre seus direitos, e o seu raciocínio transita bem entre o local e o global, pois consegue visualizar ações nas diferentes escalas em prol da causa em que está trabalhando.


5- Ética e outros valores implícitos

Quem realiza um trabalho voluntário, geralmente, ganha traços marcantes em seu modo de agir, relacionados com: ética, solidariedade, responsabilidade, respeito ao próximo, comprometimento, tolerância, entre outros, que passam a ser considerados bem fortes em sua personalidade.

Mario Eduardo Paes*

Site: www.hospitalhacos.org.br

Se desejar enviar perguntas ou expressar opiniões sobre os temas tocados pela coluna organizada por Mario Eduardo Paes, envie email para: apoio@hospitalhacos.org.br


 


 Mario Eduardo Paes

* Mario Eduardo Paes é formado em Gestão Pública e, desde 2009 é o Coordenador Geral da Ong Hospitalhaços; atuou no Sistema de Proteção e Defesa dos Direitos da criança e do adolescente como Conselheiro Tutelar de Campinas - Gestão 2009-2012; ministra palestras com temas ligados à Humanização Hospitalar, a importância do riso, voluntariado, motivação, e prevenção e orientação sobre doenças e drogas (SIPAT).