Coluna Voluntariado

No último dia 28 de julho, cerca de 300 pessoas do bem curtiram a “II Feijuca dos Hospitalhaços”. Foram momentos de muita alegria em um ambiente de alto astral, onde muita gente bonita se reuniu para ajudar e se divertir também. A música foi comandada pelos músicos Pedro Netto e Fábio Carvalhaes que tocaram grandes sucessos da MPB; pelo Grupo Motivação que animou com o pagode; e pelos cantores sertanejos Toni Marcos e Ruan.

 Feijuca do Bem

Este é um exemplo dos muitos eventos que o Hospitalhaços promove com o intuito de captar recursos e divulgar o projeto, e todo mês a Equipe de Eventos, promove um. Falando nisso, ajudar em eventos é uma das várias maneiras de ser um voluntário! Atualmente mais de 100 pessoas ajudam os Hospitalhaços de forma indireta, sem atuar diretamente nos hospitais.

Você sabia que você pode colaborar doando também a sua capacidade profissional?

Administração, Apoio, Bazar, Captação de Recursos, Comunicação, Eventos e Treinamento são algumas das Equipes que você pode participar. E, Advogados, Gráficos, Doceiros, Artesãos, Pedagogos, Psicólogos, Artistas Plásticos, Analistas de Sistemas, Técnicos em Informática, Publicitários, Profissionais de Marketing, Relações Públicas, Jornalistas, Fotógrafos, Web Designer, Profissionais de RH, Promotores de Eventos são exemplos de muitos profissionais que doam seus conhecimentos em benefício da Ong.

Na próxima semana vou contar como você pode ser um palhaço de hospital.

Um abraço e até lá!

 

Se desejar enviar perguntas ou expressar opiniões sobre os temas tocados pela coluna organizada por Mario Eduardo Paes, envie email para: 

apoio@hospitalhacos.org.br

Site:  www.hospitalhacos.org.br


 

 Mario Eduardo Paes

 Mario Eduardo Paes é formado em Gestão Pública e, desde 2009 é o Coordenador Geral da Ong Hospitalhaços; atuou no Sistema de Proteção e Defesa dos Direitos da criança e do adolescente como Conselheiro Tutelar de Campinas - Gestão 2009-2012; ministra palestras com temas ligados à Humanização Hospitalar, a importância do riso, voluntariado, motivação, e prevenção e orientação sobre doenças e drogas (SIPAT).