Crítica de cinema por Vicente Neto - Filme (Boulevard)

Boulevard

Um dos últimos filmes da carreira do Robin Williams, e onde ele não faz o papel de comediante que estamos acostumados. Na verdade, é o oposto disso.

Ele faz o personagem Nolan, bancário há mais de 25 anos (trabalhando sempre no mesmo local), casado com Joy, mas em um casamento por conveniência, já que nem no mesmo quarto eles dormem. Aí, uma noite, voltando do hospital onde seu pai está internado há tempos, ele passa em uma avenida (ou boulevard) com prostitutas, e conhece Leo, um garoto de programa que o faz pensar no que ele quer e fez da própria vida, das escolhas que ele fez.

Não achei o filme ruim, mas é meio lento e angustiante demais. Acho que nem deve ir para os cinemas. 

Vicente Neto

 

Engenheiro que, desde pequeno, é apaixonado por cinema. Procura assistir a todos os filmes possíveis na telona e, se deixa escapar, assiste em DVD. Costuma sempre ver o lado bom de cada filme que assiste, mesmo se este não agradar muito. Suas críticas são praticamente uma conversa entre amigos, comentando do filme que assistiu.