VENEZA na Itália – “Um cartão-postal pintado à mão” - Coluna Viagem por Grá Vulcano

Oi gente!!

Já estava mais do que na hora de eu escrever um pouco sobre a maravilhosa Itália, afinal, como neta de italianos tanto do lado de pai quanto de mãe (sou meio calabresa e meio napolitana... praticamente um recheio de pizza!!! Hahaha), tem horas que nossas raízes gritam dentro da gente e precisamos expressar isso de alguma forma.

Hoje vou contar um pouquinho sobre a minha experiência na espetacular VENEZA, que tive o prazer de visitar em 2009, com a minha irmã Tatianna (que, diga-se de passagem, é um verdadeiro “guia de bolso” ambulante, juro!!! Rs... se tudo o mais falhasse em sua carreira como médica oftalmologista, ela poderia ser facilmente uma guia turística, pois, viajar com os roteiros que ela sempre monta pra gente, é ver e ir à lugares que a maioria não vê e não vai!! Top!!!)

image1 (4).JPG

Veneza é uma cidade grande, que possui a maior população idosa de toda a Itália, e é dividida entre “continente” e “ilha”.

Muitas pessoas optam por ficarem hospedadas no continente, em Mestre, por ter hotéis com preços mais baixos, pois os hotéis na ilha de Veneza são, em geral, bem caros.

Masssssss nós, uma vez em Veneza, e, já gastando os tubos nessa Euro Trip 2009 (rsrs), quisemos ficar hospedadas na ilha mesmo e de frente para os canais de preferência!!!  #AchoChique rsrs...

Então, depois de algumas horas de viagem saindo de Londres, nossa maior alegria foi chegar ao hotel, abrir as janelas do quarto, e.... nos depararmos com um canal veneziano bem abaixo de nós!!! (pausa para aquele emoji com cara de “uau”)

Eu só conseguia pensar: “Hello Veneza, chegamos!!!”... Ou, em um bom italiano: “Ciao Venezia! Siamo arrivati!!”.

Saindo todas as manhãs do hotel, cada passo percorrido no caminho era um colírio para os olhos!!

Veneza é uma verdadeira pintura!!! Algo de tirar o fôlego mesmo!! Para qualquer lugar que você olha, depara-se com canais, pontes, escadas, construções com arquitetura típica local... e ainda tivemos a sorte em sermos abençoadas com dias lindos e ensolarados (apesar do frio), para deixar nossa experiência e fotos ainda mais lindas!

Muitas pessoas me perguntam sobre o cheiro dos canais. Confesso que não sentimos cheiro algum. Pode ser pela época do ano em que fomos (no frio a tendência é cheirar menos que no calor). Mas com cheiro ou sem cheiro, Veneza é imperdível!!!

Vale sempre lembrar que dentro da ilha não circulam carros. Os trajetos são feitos sempre a pé ou por transportes aquáticos pelos canais (vaporetto, gôndola, taxi-barco, etc).

DICA: Nós achamos que a forma mais fácil, rápida e “menos cara” (sim, porque tudo em Veneza é relativamente caro) de circular pelos canais e ilhas adjacentes é de Vaporetto. É uma espécie de “balsa coletiva”, custam entre de $ 7,50 e $ 13,00 (Euros) um bilhete simples, dependendo do trajeto. Há terminais de vaporetto em vários pontos da ilha, mas a noite eles circulam em menor quantidade.

Foram 3 dias em Veneza explorando todos os principais pontos turísticos a pé, com a “guia ambulante” Tatianna, que não me deixava descansar nem um pouco!! Rsrs...

Percorremos a ilha totalmente!!! Conhecemos muitas pontes, museus, fomos a praticamente todas as igrejas, canais...

Uma das áreas mais conhecidas e visitadas em Veneza é a área de San Marco, onde se encontra a famosa praça com seu nome e que é rodeada pelo Canal Grande.

É aquela praça enorme, agitada, repleta de cafés, museus, música ao vivo, pombas, e que aparece em todas as fotos de Veneza que você já deve ter visto por aí.

Com a linda vista do Canale di San Marco a frente, nela encontramos também os maravilhosos Palazzo Ducale (Palácio dos Doges), o Campanile e a Basílica San Marco, obrigatórios para uma visita!

Todos imponentes, lindos, imensos, e que contam importantes momentos históricos da cidade, que fora governada pelos Doges (chefes em latim), de 697 a 1797.

Uma vez na Piazza San Marco, não deixe de explorar seus arredores, ver a famosa Ponte dos Suspiros (Ponte dei Sospiri), andar pelas vielas estreitas e admirar a linda vista para o Canale di San Marco.

Foi nessa região que tirei uma das fotos mais lindas da minha vida!!!

O lugar que mais gostei na cidade, além da Piazza San Marco, foi, sem dúvida, os arredores da Ponte Rialto.

É a ponte mais famosa de Veneza, rodeada por cafés, bares, restaurantes e com uma vista espetacular estando nela.

As fotos tiradas nela parecem verdadeiros quadros!!! Algo surreal mesmo!

E foi exatamente aí, em um restaurante bem embaixo da Ponte de Rialto, que eu comi o macarrão mais espetacular da minha vida!!! Um Fettuccine Alfredo E-X-C-E-P-C-I-O-N-A-L!!!!

Juro, nunca comi outro igual na vida! E olha que, como boa neta de italianos e apreciadora de massas, eu já provei muitos por aí... mas, como esse, jamais!!

O restaurante era uma gracinha, com vista para o Canal Grande... foi o que pudemos chamar de um almoço perfeito!!!

Ok, agora podem me matar porque eu não lembro o nome do restaurante!!!rsrsrs ...mas sei que ficava bem embaixo da Ponte Rialto.

Agora vamos falar sobre elas... as GÔNDOLAS!!!

Ahhhh, o que seria de Veneza sem suas lindas gôndolas enfeitadas!!!

Os gondoleiros cantando serenatas em seus trajes típicos pelos canais... tudo muito lindo, muito romântico e... muito caro também!!rsrs...

DICA: Um passeio de gôndola costuma ser tabelado, em torno de US$ 100 por 40 minutos e US$ 150 por uma hora, para a gôndola fretada. . Depois das 19hs as tarifas sobem para US$ 125 e US$ 185, respectivamente. Algumas pessoas também tentam negociar por melhores preços com os gondoleiros que estão espalhados por toda parte. Existe ainda a opção de embarcar nas gôndolas em grupo. Mas daí o negócio do romance (lembra? rsrs ..) meio que perde o sentido, né??rsrs...

Eu e minha irmã optamos por não fazer o passeio de gôndola porque achamos que seria mais “romântico” retornarmos à cidade algum dia com algum ser do sexo masculino e, aí sim, ter essa experiência. Mas isso vai de cada um. Tem gente que não liga!

Mas eu recomendo sim fazer esse passeio! É algo super típico e lindo!!! Inesquecível para quem faz.

Na nossa última manhã livre, antes de seguirmos viagem rumo à Firenze, decidimos fazer um passeio até uma das ilhas adjacentes de Veneza.

Muitos optam por ir até Murano, famosa mundialmente por seus cristais, mas nós decidimos ir até Lido, famosa pelo Festival Internacional de Cinema que acontece sempre em setembro.

Lido é super badalada no verão europeu, com sua praia repleta de fileiras de cabines de banho coloridas e guarda-sóis.

Nós fomos no outono, no frio e vento!! Rs... a praia estava deserta, claro! Mas já pudemos ter uma noção da beleza e agito que deve ser aquele lugar durante a alta temporada!!

DICA LEGAL:

Veneza também é muito conhecida pelo seu CARNAVAL.

Vem daí a tradição das famosas “Máscaras Venezianas”, vendidas em várias lojas na cidade, e que ficaram registradas na história pelos nobres as usarem para saírem às ruas e misturarem-se à multidão.

Se você quiser curtir o Carnaval de Veneza, apesar do frio por lá na época, ele ocorre em meados de fevereiro, com duração de 10 dias. Tem desfiles pela cidade, bailes noturnos, fantasias típicas da época, máscaras e muita alegria. Programe-se!!!

 E isso aí pessoal!!

Veneza realmente é uma cidade única, mágica, inesquecível... e que você, estando lá, não irá se cansar de admirar esse verdadeiro cartão postal pintado à mão!!

Confesso que tive dificuldade em selecionar as fotos para esse post porque tinham tantas tão lindas...

Mas espero que tenham gostado e viajado um pouquinho comigo para lá!!!

Bjo, bjo, bjo...

Grá Vulcano

Graziella Vulcano

Coluna Viagem

 

Dentista formada pela PUC de Campinas em 1998 e dona da “Pink Honey Pães de Mel”, criada por ela em 2011. Uma grande e eterna amante de viagens pelo mundo a fora!! Instagram: @gravulcanodicasviagens

Contato: gragravc@hotmail.com / pinkhoneypaodemel@hotmail.com