Brinquedo no dia das crianças? Sim, mas com segurança! Coluna Pediatria por Dra. Carolina Calafiori de Campos

O dia das crianças chegou e é comum que os pequenos recebam ou troquem presentes. Apesar de parecerem inofensivos , os brinquedos podem ser fontes de acidentes e problemas .

Image-12.jpeg

As lesões físicas mais comuns , causadas por brinquedos são :

1. perfurações, cortes, lacerações, contusões.

2.asfixia, sufocação, aspiração ou ingestão do todo ou parte do brinquedo.

3.afogamentos.

4.intoxicações , por exemplo pelo chumbo contido em alguns tipos de tinta , e alguns materiais usados na fabricação de slimes.

5.acidentes de captação (dedos, roupas e cabelos) causados por molas, dobradiças ou rodas denteadas.

6.queimaduras.

7.choques elétricos e queimaduras elétricas.

8.explosões (por produtos químicos).

9.ingestão de componentes utilizados na fabricação de brinquedos, como ímãs e metais pesados.

Image-13.jpeg

Por isso veja essas dicas para prevenir que esses acidentes aconteçam :

- Na hora de brincar, participe da diversão junto com as crianças. Além de supervisionar, você também irá passar um tempo de qualidade com os pequenos.

- Opte sempre pelos brinquedos que tenham o selo de certificação de qualidade do Inmetro.

- Leve em consideração a idade, habilidades, capacidades e interesse das crianças.

- Siga sempre as recomendações de segurança do fabricante, e respeite a faixa etária indicada para o brinquedo.

- Certifique-se se há presença de elementos inflamáveis ou tóxicos na fabricação do brinquedo e como o mesmo deve ser higienizado

- Para manter a segurança os brinquedos devem ser verificados periodicamente

- Evite brinquedos que produzem ruídos altos, assim como os com pontas, bordas afiadas ou que possuam qualquer objeto de arremesso ou lançamento, para crianças com menos de cinco anos.

- Evite brinquedos com correntes, tiras e cordas com mais de 15 cm , pelo risco de enforcamento e asfixia

- Desde cedo devemos orientar os pequeno a guardar seus brinquedos após brincar, para evitar tropeções e quedas. As caixas de brinquedo mais seguras devem ter tampa removível (sem trava de segurança, as qual pode prender a mão, dedos ou cabeça da criança), aberturas para ventilação e estar longe de janelas ou escadas (para não servirem para escalar e cair). Brinquedos destinados a crianças maiores devem ser guardados em prateleiras altas ou em armários fechados.

Image-14.jpeg

- Balões podem causar asfixia e morte e devem estar longe das crianças, que não podem enchê-los sozinhas e os adultos têm que supervisionar seu uso em menores de 10 anos.

- Bicicletas, skates e patins devem sempre ser usados com capacete, joelheira, cotoveleira e luvas

Image-15.jpeg

São dicas simples mas de extrema importância para a segurança e bem estar das crianças ! Lembre se que a criança deve ser sempre supervisionada por seus pais, ou algum adulto responsável , afinal educação, supervisão e proteção andam de mãos dadas!

Image-16.jpeg

Fontes : Site ONG Criança Segura / Departamento Científico de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria

72041753_757770601340721_6699135047355596800_n.jpg


Carolina Calafiori de Campos

Coluna Pediatria

Dra Carolina Calafiori de Campos - CRM 146.649 RQE nº 73444 

Médica Formada pela Faculdade de Medicina de Taubaté, Especialização em Pediatria pelo Hospital da Puc Campinas, Especialização em Medicina Intensiva Pediátrica pelo Hospital da Puc Campinas, Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria - Contato: carolinacalafiori@hotmail.com