Crítica de cinema por Vicente Neto - Filmes: Downton Abbey e Joker (Coringa)

Downton Abbey

Downton Abbey.jpg

Nunca assisti à série televisiva, mas sabia da fama e fiquei curioso em assistir ao filme.

 Inglaterra, 1927. Robert e Cora Crawley recebem a notícia de que em breve serão visitados pelo Rei Jorge V e a Rainha Maria. O entusiasmo e as expectativas de todos os habitantes de Downton Abbey é enorme. Mas os ânimos se exaltam quando os empregados dos Crawley percebem que em breve, vão ter que enfrentar os comandos do mordomo e do cozinheiro do rei, que terão a função de organizar evento.  

 Para quem é fã da série, filme é obrigatório. Para quem, como eu, nunca assistiu na TV, consegue entender toda a trama e personagens, e se diverte como se já os conhecesse. Vale a pena!

 Joker (título em Português: “Coringa”)

Joker.jpg

Nesses últimos meses, quase todo filme que assisti, passou o trailer deste filme. Estava ansioso (e curioso) demais para assistir.

 Gotham City, início da década de 1980. O comediante Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) se esforça por arrancar sorrisos aos poucos espectadores que ainda lhe restam. Amargurado e emocionalmente desequilibrado, é obrigado a comparecer a reuniões periódicas com uma assistente social para avaliação psicológica.

Um dia, após ter sido despedido da agência de talentos onde trabalhava, é barbaramente agredido. Nesse momento, a sua já tênue lucidez desintegra-se numa raiva descontrolada. É assim que, das profundezas da sua mente atormentada, surge o psicopata impiedoso que será conhecido pelo nome de Coringa, e que se tornará no grande antagonista de Batman.

 Muito mais do que eu esperava! Enredo, fotografia, trilha sonora e, com certeza, atuação mais do que surpreendente. Sem dúvida alguma, um dos filmes do ano! Pare tudo o que estiver fazendo agora e corra pro cinema!

 

Vicente.jpg

Vicente Neto

Coluna Crítica de Cinema

Engenheiro que, desde pequeno, é apaixonado por cinema. Procura assistir a todos os filmes possíveis na telona e, se deixa escapar, assiste em DVD. Costuma sempre ver o lado bom de cada filme que assiste, mesmo se este não agradar muito. Suas críticas são praticamente uma conversa entre amigos, comentando do filme que assistiu.