Brunch Weekend começa neste sábado (6) em São Paulo

Casas da capital fazem um menu especial que mescla café da manhã e almoço por R$ 59,00

cha-cha2.jpeg

Oções do bunch do Cha Cha (Mario Rodrigues/Divulgação)

Brunch Weekend está de volta. O festival, que começa no sábado (6), rola em 25 endereços da capital durante os fins de semana do mês. É quando as casas participantes servem menus especiais de brunch, refeição que mescla café da manhã e almoço, por R$ 59,00, com direito a um drinque.

O combinado do variado Cha Cha, em cartaz entre 8h30 e 16h, pode incluir ostras, ovo mollet com fritas e presunto cru mais uma miniesfera de chocolate. Para beber, há mimosa (espumante com suco de laranja).

duasterezas0003.jpg

Combo brasileiro: torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, no Duas Terezas (Mario Rodrigues/Divulgação)

No Duas Terezas, entre 10h e 15h, há dois tipos de combo: o brasileiro, que traz opções como torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, e o italiano, com piadina de ovo mexido e sanduíche de queijo de minas e molho de tomate.

Uma das sugestões de coquetel é o mix de cerveja de trigo com suco de laranja.

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/comida-bebida/brunch-weekend/?fbclid=IwAR3qmaCgh3q40PYYx3iGXa4QdQT7CHfRBocGYHv217Ix7zL7AUzn4j5R2J4


Receita de Arroz de Couve Flor com Bacalhau - Coluna Gastronomia por Chef Alê Lembo

A Páscoa chegou!!!

Arroz de Couve Flor.jpg

Tempo de celebrar a vida e união ao lado das pessoas que mais amamos. Também é um período para degustarmos alguns pratos típicos, que não podem ficar de fora do cardápio, como o bacalhau, além do tradicional ovo de chocolate (funcional, hein?! Há excelentes opções no mercado).

E você sabe a origem do costume de consumir o bacalhau na Páscoa?

Na época da Idade Média, os cristãos deveriam obedecer aos dias de jejum, excluindo de sua dieta as carnes “quentes”. O bacalhau era considerado uma carne “fria” e seu consumo incentivado pelos comerciantes.  O rigoroso calendário de jejum foi aos poucos sendo desfeito, mas a tradição do bacalhau se mantém forte, ainda hoje, principalmente nos países de língua portuguesa.

E se você vai preparar o seu tradicional bacalhau em grande quantidade e quer uma dica espetacular e de baixo carboidrato para aproveitar o que sobrou (sem transformar em bolinho), ou pretende comprar uma quantidade pequena e fazer um prato diferente, segue uma receita deliciosa de Arroz de Couve Flor com Bacalhau.

Tenho certeza que irá surpreender os seus familiares e amigos no almoço de domingo:

Ingredientes:

1 couve flor média

2 colheres de sopa cebola picada

1 colher de sopa de azeite ou óleo de coco

Sal rosa do Himalaia, pimenta do reino, páprica picante e cúrcuma a gosto.

300g de bacalhau cozido e desfiado.

50g de azeitonas pretas

Amêndoas laminadas para finalizar.

 

Modo de preparo:

Higienize corretamente a couve-flor, lavando em água corrente e colocando de molho em solução de hipoclorito de sódio a 2,5% por 15 minutos.

Separe a couve flor inteira em pedaços pequenos, e coloque aos poucos no processador. Processe a couve flor até que ela fique granulada.
Em uma panela antiaderente em fogo baixo, coloque o azeite ou o óleo de coco e refogue a cebola até ficar levemente dourada. Adicione a couve-flor processada, tempere com sal, pimenta e cúrcuma a gosto e refogue por cerca de 5 minutos, mexendo sempre para não queimar. Acrescente o bacalhau desfiado e as azeitonas picadas.

Desligue o fogo. Finalize com amêndoas laminadas e sirva.

foto+chef+Ale.jpg

Alê Lembo

Coluna Gastronomia

Alessandra Lembo Nogueira, a chef Alê, é cozinheira profissional e especialista em alta gastronomia pelo IGA Campinas, com curso de Cuisine pelo Le Cordon Bleu Paris. Trabalha como personal chef e é idealizadora e fundadora da marca Fit Me Saudável e Funcional, uma empresa especializada em produtos Fit, Low Carb e Veganos, sem glúten, sem lactose, livres de açúcar refinado e gordura trans.  Atua como chef consultora e com desenvolvimento de cardápios especializados e personalizados, ministra workshops em diversos locais da cidade de Campinas e região.

 

 

 

 

Limonada de Lavanda, a bebida que melhora a ansiedade e o estresse

A lavanda tem muitos benefícios para a saúde. Para explorar isso, você pode utilizar o óleo essencial ou a flor.

O óleo de lavanda é um excelente anti-inflamatório, antifúngico, antidepressivo, anti-séptico, antibacteriano, antimicrobiano, antiespasmódico, analgésico, desintoxicante, hipotensivo e sedativo! WOW!

E hoje eu resolvi trazer para vocês uma ótima maneira de aproveitar estas propriedades, criando uma bebida linda capaz de melhorar principalmente dores de cabeça e os sintomas de ansiedade e estresse. Vamos lá?

lavanda-696x365.jpg

Você vai precisar de:

1 xícara de mel cru
5 xícaras de água pura
1/4 xícara de lavanda seca orgânica ou 1 gota de óleo essencial de lavanda
6 limões descascados
alguns raminhos de lavanda para enfeitar e deixar sua bebida mais linda!

Depois que os ingredientes estiverem reunidos, despeje metade da água em uma panela e leve para ferver, em seguida, retire do fogo. Adicione o mel seco e lavanda e deixe em infusão por 20 minutos, ou adicione a gota de óleo essencial de lavanda. Depois disso, coe a mistura e despeje em um recipiente maior, adicione o suco de limão e a outra metade da água. Mexa e leve à geladeira. Quando estiver pronto para servir, decore o jarro ou copos com alguns raminhos de lavanda.

A bebida fica linda, e você fica bem mais tranquilo. Que tal experimentar?

Fonte: https://www.fasdapsicanalise.com.br/limonada-de-lavanda-a-bebida-que-melhora-a-ansiedade-e-o-estresse/?fbclid=IwAR3ODyWuL0cp95eoDYjNi-eD6B1mh1nmoRCwp8u1epdVQuXR7Zp9ubKU8kA

Mc Donalds lança novos Big Mac com molhos alcoólicos

Rede de fast food lança cinco novas opções do seu lanche mais famoso nesta quinta-feira; dois deles incluem molhos com base alcoólica de uísque e cerveja

uma_das_790x505_11042019181331.jpg

O lanche mais popular do McDonald's ganha cinco novas variações nesta quinta-feira (11). As novidades trazem opção com molhos alcoólicos, como o molho de uísque e mostarda de cerveja, ou um lanche com carne e frango.

A nova linha, chamada de "Novos Big", traz cinco sanduíches exclusivos e oferecidos por tempo limitado. Eles são feitos com receitas mais elaboradas e combinações não tão convencionais, como Big Beef & Chicken, que traz frango e e carne no mesmo sanduíche. 

Além disso, a rede passa a usar molhos com bases alcoólicas, como é o caso da mostarda de cerveja, utilizada no Big Malt, ou o molho sabor uísque, que acompanha o Big Bourbon. Veja abaixo cada um dos novos sanduíches da rede.  

BIG FIRE 
Para os amantes de pimenta, este Big Mac é feito com pão especial, dois hambúrgueres, molho pimenta biquinho, cebola, alface, queijo emmental, tomate e bacon. 

BIG MALT 
Inaugurando os molhos feitos à base de bebidas alcoólicas, este Big Mac é composto por pão especial, dois hambúrgueres, mostarda de cerveja, cebola crispy, alface, queijo emmental e bacon. 

BIG FOUR 
Este é para quem tem fome em dobro. Este Big Mac traz pão, quatro hambúrgueres, pepperoni, maionese defumada, cebola crispy, mix folhas e queijo cheddar. 

BIG BEEF & CHICKEN 
Uma combinação a princípio estranha, mas bem saborosa, este Big Mac é composto por duas proteínas: uma de frango e outra de carne. Os bifes são acompanhados de pão, maionese, cebola caramelizada, alface, tomate e queijo cheddar. 

BIG BOURBON 
Mais outra opção que traz molhos com base de bebida alcoólica. Este Big Mac vem com molho sabor uísque, pão, dois hambúrgueres, molho cheddar melt, cebola crispy, picles e bacon. 

Todas as opções ficam disponíveis nesta quinta-feira em todos o restaurantes do McDonald's, a partir de R$ 28 com batata e refrigerante. 

Fonte: https://www.acidadeon.com/campinas/blogs/pratada/BLOG,0,0,1416084,blog++mcdonalds+lanca+novos+big+mac+com+molhos+alcoolicos.aspx?fbclid=IwAR2sP1X0slWAtLABGUtQYzp-EycPyt8dDqGlfbWrXATeoKt98kvQcqTV_hI

Gastronomia funcional - Coluna Gastronomia por Chef Alê Lembo



A minha história com a gastronomia começou por volta dos meus seis anos de idade, quando via a minha mãe empreendendo em sua pizzaria.

Sal verde.jpg

Confesso que a minha primeira opção para o vestibular foi nutrição, mas acabei optando pelo Direito, área em que trabalhei por quase 10 anos, até abandonar e seguir o meu grande sonho: a gastronomia.

E foi entre receitas e panelas que me vi envolvida em uma área que vem se destacando cada vez mais: a gastronomia funcional, que no início foi tratada como “moda”, mas que se solidificou e ganha cada vez mais novos adeptos.

Pensar em gastronomia funcional por vezes nos remete à ausência de gorduras, açúcares, lactose e glúten, porém, ela vai além, retirando alimentos alergênicos, inflamatórios e os substituindo por outros de mais fácil digestibilidade, ricos em fibras, orgânicos, com muitos nutrientes e fito químicos com ações antioxidantes, antinflamatórias e destoxificantes, sempre focando no sabor e na beleza da apresentação dos pratos.

Ao trabalhar os alimentos nas preparações, penso nas necessidades específicas de cada indivíduo, na biodisponibilidade dos insumos e principalmente na sinergia alimentar, visando obter mudanças no metabolismo e no funcionamento do organismo, promovendo saúde e a melhora no estado nutricional.

E você pode dar o primeiro passo rumo à mudança dos hábitos alimentares, diminuindo o consumo de sódio nas refeições de casa.

Fazer a pasta de sal verde é uma excelente e nutritiva estratégia. Na receita abaixo, ela tem, na mesma medida que você utilizaria o sal comum, 1/2 da quantidade de sódio se utilizado o sal marinho e 1/3 se trocarmos pelo sal rosa do Himalaia:

5 dentes de alho amassados

½ maço de cebolinha

½ maço de salsinha

½ maço de manjericão

¼ de xícara de chá de azeite

2 xícaras de sal marinho ou sal rosa do Himalaia

Higienize as folhas, seque-as, coloque com todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea. Coloque a pasta em um vidro e mantenha na geladeira, por até 60 dias.

foto+chef+Ale.jpg

Alê Lembo

Coluna Gastronomia

Alessandra Lembo Nogueira, a chef Alê, é cozinheira profissional e especialista em alta gastronomia pelo IGA Campinas, com curso de Cuisine pelo Le Cordon Bleu Paris. Trabalha como personal chef e é idealizadora e fundadora da marca Fit Me Saudável e Funcional, uma empresa especializada em produtos Fit, Low Carb e Veganos, sem glúten, sem lactose, livres de açúcar refinado e gordura trans.  Atua como chef consultora e com desenvolvimento de cardápios especializados e personalizados, ministra workshops em diversos locais da cidade de Campinas e região.