A influência do horário de verão nas atividades físicas

Cacá Ferreira, Gerente Técnico da Cia Athletica, explica as

mudanças que a mudança traz para os corpos das pessoas

Caca Ferreira 02.jpg

Começou no sábado (04) o horário de verão. Parece que uma hora é pouco, mas a maioria das pessoas sentirá nos primeiros dias sonolência, lentidão nos movimentos, preguiça, irritabilidade, dificuldade de concentração, principalmente para aqueles que acordam cedo.

 

Segundo o Gerente Técnico Corporativo do Grupo Cia Athletica, Cacá Ferreira, com este adiantamento de 1h do relógio estamos modificando o ritmo circadiano do corpo. É o período de aproximadamente 24 horas sobre o qual se baseia tudo que acontece dentro do nosso corpo, sendo influenciado, principalmente, pela variação da luminosidade do ambiente. "O ritmo circadiano de cada um pode variar, sendo que tem pessoas mais dispostas pela parte da manhã e outras pela tarde e ou noite. E isto tem haver muito com a parte genética de cada um, assim podemos dizer que pessoas mais dispostas geneticamente pela manhã sofrerão menos com o horário de verão", alerta.

 

Ele conta que com o horário de verão teremos 1h a mais de claridade, retardando assim os hormônios que são liberados com a redução da luz. Estes hormônios estão envolvidos na preparação para o sono, levando a diminuição da temperatura corporal e da pressão sanguínea. Esta situação diminui a disposição para a prática de atividade física.

 

Afinal, neste novo horário teremos que mudar algo em relação as atividades físicas? "Sim", garante Ferreira. "Para as pessoas que treinam pela manhã e estão sentindo menos dispostas, as atividades físicas precisam ser ajustadas, tanto no seu volume semanal (duração e número de vezes), quanto na sua intensidade atingida em cada sessão. Esta adaptação pode levar de 2 a 3 semanas, variando de pessoa para pessoa. Se possível, mude o seu exercício para o fim da tarde ou início da noite. É importante ressaltar que neste processo nem as medicações ou os populares energéticos serão necessários, tudo se arranjará naturalmente e em pouco tempo", alerta.

 

Como o dia terá uma maior luminosidade, muitas pessoas sairão do trabalho e ainda terão 1h a 2h de luz natural. "Isto influenciará positivamente a disposição para praticar atividades físicas nas academias, parques e clubes, o que tende aumentar o número de praticantes e a fidelização à prática de atividades físicas, enquanto durar o horário de verão", completa.

Kate Middleton continua a ser mais influente do que Meghan Markle

Pelo menos, no que diz respeito aos inquiridos norte-americanos

naom_5bdc5d829527d.jpg

Desde que ficou noiva do príncipe William, Kate Middleton tornou-se numa inspiração para muitas mulheres inglesas e do resto do mundo no que diz respeito ao seu estilo. E agora, oito anos depois, a duquesa de Cambridge contínua a ser um ícone, com muitas das peças de roupa que usa a esgotarem frequentemente.

Um novo estudo revelou que o "efeito Kate Middleton" continua forte em relação aos compradores norte-americanos. Na verdade, Kate continua a ser a maior influenciadora da realeza, com Meghan Markle a surgir logo a seguir.

Uma consultora britânica, a Brand Finance, fez um inquérito a 1515 norte-americanos um pouco por todo mundo para perceber como é que se sentiam relativamente à realeza em geral. Com isto descobriram que tanto os duques de Cambridge, como os de Sussex, são altamente influentes.

Ainda assim, o poder de Kate Middleton é maior em relação à moda e joalharia, com resultados a apontarem para os 37,5% dos inquiridos que consideraram tal. Logo depois vem Meghan Markle com 35%, portanto bastante próxima. Quantos aos maridos, primeiro vem Harry, com 31,9% das pessoas a preferirem-no e seguidamente William, com 27%.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/fama/1111240/kate-middleton-continua-a-ser-mais-influente-do-que-meghan-markle

Rolha ou rosca: A diferença entre os tipos de fechamento do vinho

Não, o vinho que você costuma comprar no supermercado não precisa de uma rolha de cortiça


1-vinho.jpg


Quando o assunto é vinho, muitos mitos rondam as opiniões dos brasileiros. Um dos mais comuns é achar que um vinho fechado com screwcap (ou tampa de rosca) não tem tanta qualidade do que o vinho com rolha de cortiça.

Na verdade, segundo a sommelière da Evino, Natália Cacioli, a tampa de rosca e a rolha não interferem em nada no sabor, textura ou aroma de um vinho de consumo imediato, ou seja, aquele que já sai da vinícola pronto para ser consumido, com cerca de 5 anos de safra. "No dia a dia, tanto a rolha quanto a rosca protegem o vinho."

A rolha de cortiça, extraída da árvore sobreiro, surgiu em meados do século 14, quando o vinho passou a ser armazenado em garrafas de vidro. Ela é primordial em vinhos de guarda, que custam mais de R$ 150. "A rolha permite a micro-oxigenação do vinho. Esse pequeno contato com oxigênio favorece o amadurecimento e envelhecimento saudável do vinho, e assim ele evolui", explica Cacioli. "Mas estes vinhos são caros e são feitos para ficarem armazenados por, ao menos, 15 anos."

A screwcap foi criada nos anos 1960 e nada mais é que uma cápsula de metal com ranhuras que tornam possível abrir e fechar garrafas. Por ser mais acessível e prática, ela se tornou tendência em todo o mundo e é principalmente utilizada em vinho branco e rosé, que são mais jovens e frescos. Mas hoje são também utilizadas em garrafas de vinho tinto.

diferenca-entre-rolhas-500x255.jpg

Portanto, para o vinho que você pretende tomar em um jantar ou com amigos, não precisa se preocupar com o fechamento da bebida. Por que, então, ainda associamos má qualidade ao uso da rosca?

De acordo com Cacioli, ainda existe muito preconceito com a screwcap no Brasil. "Muitos fabricantes utilizam a rolha de cortiça para não perder consumidor. Isso acaba encarecendo o produto, já que a rolha é mais cara que a tampa de rosca", explica. Ela acrescenta que a rosca é usada amplamente em países como Austrália, Nova Zelândia, Alemanha e África do Sul.

A sommelière lembra que a escolha entre os 2 tipos de fechamento não deve ser sobre qualidade, mas sim sobre a proposta do vinho; se é um vinho de consumo imediato ou uma bebida de guarda. "Um vinho de 30 a 40 reais não precisa de todo esse preparo. Economize e seja feliz", finaliza.

Fonte: https://www.huffpostbrasil.com/2018/11/02/rolha-ou-rosca-a-diferenca-entre-os-tipos-de-fechamento-do-vinho_a_23578092/

Confira 5 dos melhores destinos medievais da Europa - Coluna Viagem

Confira 5 dos melhores destinos medievais da Europa

Motovun, Croácia

Motovun-e1526091852955.jpg

Istria é uma região da Croácia muito perto de Veneza. É famosa pela sua qualidade de vida e pela sua gastronomia.

Faça um cruzeiro de barco de um dia, prove o vinho, o azeite e as trufas. Classificado entre os melhores destinos para uma lua de mel na Europa, Motovun é uma bonita vila medieval a 300 metros acima do nível do mar, com menos de 1000 habitantes.

Rothenburg ob der Tauber, Alemanha

Rothenburg-ob-der-Tauber-e1526091878271.jpg

Rothenburg, um dos destinos mais bonitos da “Estrada Romântica da Alemanha”, é acolhedora durante todo o ano. Também é famosa pelo seu mercado de Natal, classificado entre os mais belos mercados de Natal da Europa.

Rothenburg ob der Tauber quase não mudou desde o final da Idade Média, no início do Renascimento. Esta bela cidade medieval está localizada na Baviera, nas imediações da cidade de Nuremberg.

Sully-sur-Loire, França

Sully-sur-Loire-e1526091906964.jpg


Uma foto pode bem ser suficiente e nem serem preciso palavras. Sully-sur-Loire é uma cidade muito bonita localizada à beira do Loire.

Embora a sua origem remonte à época galo-romana, Sully-sur-Loire ainda possui muitos monumentos do período medieval, como a sua fortaleza e castelo.

Saint-Émilion, França


Saint-Émilion-e1526091929169.jpg

Poderá pensar que Saint-Émilion é apenas uma pequena aldeia perto de Bordéus, um ponto para uma paragem agradável para os amantes do vinho e da história.

Mas vai surpreender-se com a beleza deste destino e da sua herança preservada, das suas lendas, das origens da sua fundação e dos deliciosos macaroons (os melhores da França) que aqui são feitos à mão.

Besalú, Espanha

Besalú-e1526091955913.jpg

Besalú é uma bela cidade medieval, preservada, localizada no norte de Espanha, município de Girona e perto dos Pirenéus espanhóis.

Entre na cidade de Besalú através de uma ponte fortificada e descubra os seus muitos e maravilhosos edifícios medievais.

Fonte; https://ncultura.pt/e-portugues-um-dos-19-melhores-destinos-medievais-da-europa/3/


Típico de irmãs: será que Pippa e Kate Middleton também trocam roupas?

Os fãs das irmãs andaram atentos e notaram que Pippa usou recentemente um vestido igual ao da duquesa, senão o mesmo

IMG-0548.JPG

Será que existe entre Pippa e Kate Middleton a mesma tendência que em tantas irmãs de trocar roupa?

O estilo da duquesa de Cambridge e da socialite enquadra-se nas mesmas linhas clássicas. As idades, 36 e 35 anos respetivamente, também podem jogar a favor desta intimidade… Tudo aponta para que sim e os fãs mais atentos tiraram as dúvidas recentemente.

Após ter sido mãe pela primeira vez, a dia 16 do presente mês, Pippa foi vista a passear com um vestido (igual, senão o mesmo) que Kate usou num compromisso oficial.

Fonte: https://lifestyle.sapo.pt/fama/noticias-fama/artigos/tipico-de-irmas-sera-que-pippa-e-kate-middleton-tambem-trocam-roupa



Marmitas Saudáveis da Nutre Alimentação Saudável!

Você sabia que a Nutre Alimentação Saudável @nutre_alimentacao_campinas tem cadápio exclusivo para vegetarianos! São
SEIS opções de refeições vegetarianas e saborosas na semana, ricas em nutrientes, com baixo teor de gordura e sódio. Façam seus pedidos! 🍵🥧 

Whatsapp: (19) 98453-2112


.

Desfile e lançamento de coleção da Marcia Mello

Na última quinta-feira aconteceu na loja Marcia Mello Cambuí um desfile lindo e lançamento de coleção da loja e de mais duas marcas parceiras da Loja, foi bem legal e vale a pena passar na loja para conhecer as novidades!