Galeria Nara Roesler anuncia abertura de espaço expositivo em Nova York

Nova York, NY [fevereiro de 2016] A Galeria Nara Roesler tem o prazer de anunciar a abertura de um espaço expositivo na rua West 28th em Nova York. É o primeiro espaço da galeria fora do Brasil e o primeiro espaço de uma galeria brasileira na cidade norte-americana. Sob o comando de Nara, Daniel e Alexandre Roesler, a filial em Nova York será supervisionada pela Diretora Artística da Galeria Nara Roesler, Alexandra Garcia Waldman.


Em março, a Galeria Nara Roesler em Nova York sediará uma exposição de obras cinematográficas raramente exibidas de um dos mais prolíficos cineastas e videoartistas contemporâneos, Cao Guimarães. A exposição terá curadoria de Moacir dos Anjos, que foi responsável pela retrospectiva de Guimarães no Itaú Cultural em 2014.  A exposição será realizada em colaboração com a organização sem fins lucrativos Cinema Tropical. Em maio, as duas instituições lançarão uma mostra abrangendo mais de 60 anos de carreira do mais importante artista cinético brasileiro, Abraham Palatnik, paralelamente a uma apresentação de seu trabalho na seção Spotlight da feira Frieze New York, com curadoria de Clara M Kim. Nara Roesler, a fundadora da Galeria Nara Roesler, disse sobre o novo espaço: “É empolgante estar presente e ter um espaço em Nova York onde poderemos interagir com colecionadores, curadores e artistas. A sala de exposição nos permitirá expor obras de nosso extenso rol de artistas, bem como expandir o alcance e o legado da Galeria Nara Roesler".


 
A Galeria Nara Roesler é uma das principais galerias de arte contemporânea do Brasil, com espaços em São Paulo e Rio de Janeiro e um recém-inaugurado espaço em Nova Iorque. Fundada em 1989 por Nara Roesler, a galeria fomenta a pesquisa artística e curatorial de modo constante por meio de um programa de exposições ambicioso, elaborado em estreita colaboração com seus artistas e curadores convidados, além de participar das mais importantes feiras internacionais de arte. A Galeria Nara Roesler mantém um compromisso profundo com o desenvolvimento da carreira dos seus artistas, colaborando na publicação de livros monográficos e oferecendo apoio contínuo para além do espaço expositivo através de projetos institucionais.

Projeto Latitude apresenta número recorde de galerias nas feiras de Miami

 

De 1 a 7 de dezembro, serão 15 galerias

na Art Basel Miami Beach, cinco na Pinta Miami, uma na Context e uma na Art Untitled

 

O Projeto Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad, parceria entre a Associação Brasileira de Arte Contemporânea (ABACT) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para a promoção do setor brasileiro de galerias de arte contemporânea, anuncia o maior número de galerias apoiadas em quatro feiras em dezembro. As feiras acontecem entre 1 e 7 de dezembro.


Na Art Basel Miami Beach, serão 15 galerias: A Gentil Carioca, Anita Schwartz Galeria de Arte, Casa Triângulo, Central Galeria de Arte, Galeria Fortes Vilaça, Galeria Leme, Luciana Brito Galeria, Galeria Luisa Strina, Mendes Wood DM, Galeria Millan, Galeria Marilia Razuk, Galeria Nara Roesler, Galeria Raquel Arnaud, Silvia Cintra + Box 4 e Vermelho.


O apoio acontece também à Galeria Pilar, na feira Art Untitled e às galerias Blau Projects, Luciana Caravello Arte Contemporânea, Mercedes Viegas Arte Contemporânea, Sergio Gonçalves Galeria e Zipper Galeria, presentes à feira Pinta Miami e Athena Contemporânea na Context.


Seis das galerias participantes dessa importante semana de arte recebem seu apoio pela primeira vez, caso das participantes da feira Art Untitled e da Central Galeria, participante da Art Basel Miami Beach.


As feiras de arte são um momento importante para a realização de contatos e para a efetivação de vendas. Segundo a 3ª edição da Pesquisa Setorial Latitude, divulgada em abril desse ano, 40% do volume de vendas das galerias acontecem em feiras. “A participação cada vez maior em feiras internacionais mostra o amadurecimento das galerias e a dinamização das exportações. É mais um importante passo de um mercado cada vez mais profissionalizado”, diz Mônica Novaes Esmanhotto, gerente do projeto Latitude.


Sobre o Projeto Latitude

O Projeto de Promoção Internacional do Mercado de Arte Contemporânea Brasileiro foi criado em 2007 pela Apex-Brasil em parceria com a Fundação Bienal de São Paulo e o segmento de galerias nacionais do mercado primário com o objetivo de fomentar as exportações brasileiras deste setor.

Em 2011, a Fundação Bienal de São Paulo passou a gerência do projeto para ABACT. Hoje, o projeto Latitude representa 49 galerias de arte contemporânea em seis estados, promovendo o trabalho de mais de mil artistas.


Informações à Imprensa 
Agência Guanabara
Diego Sierra – 
diego@agenciaguanabara.com.br

Laila Abou – laila@agenciaguanabara.com.br 
11. 
3062-6399 R. 217