Princesa Charlotte usa seu primeiro acessório fashion, confiram!

Nessa segunda-feira, dia 22, príncipe Georgecompleta seis aninhos de idade! Além de o próprio Palácio Kensington já ter homenageado o filho de William e Kate Middleton, o pequeno ganhou outro parabéns bem especial, a Irish Guards, tropa do exército britânico, publicou no Twitteruma foto mais do que fofa em que ele aparece com oficiais, além de seu pai, príncipe William, e seus irmãos, Charlotte e Louis.

princesa-charlotte-1563821784.jpg

O que tem na bolsa de Kate Middleton?

Dinheiro e cartões de crédito não estão entre os pertences

bolsa-kate.jpg

Na grande maioria de seus compromissos reais, Kate Middleton carrega uma bolsa que combina com seu look. Você faz ideia do que tem dentro dela?

De acordo com uma biografia da duquesa de Cambridge, escrita por Marcia Moody, ela sempre sai de casa munida de um conjunto de itens que se encaixam perfeitamente em suas bolsas – normalmente pequenas. São eles: um espelho compacto, lenço anti-oleosidade, lenço comum e protetor labial.

Dinheiro e cartões de crédito não estão entre os pertences. O mesmo acontece com o celular, que também não faz parte da lista.

Fonte: https://claudia.abril.com.br/sua-vida/o-que-tem-na-bolsa-de-kate-middleton/

Blogueiros, bullying e Harry Potter – Trio responsável pelo sucesso da bolsa mais hit de todos os tempos! Entretenimento por Milena Baracat

Quando descobriu que sua filha de oito anos estava sofrendo bullying na escola e sem vaga em nenhuma outra estadual, a britânica Julie Deane transformou seus problemas numa lucrativa iniciativa para arrumar os R$ 5 mil mensais para pagar os estudos dos filhos num ensino particular - abriu a empresa de bolsas The Cambridge Satchel Company.

Com um design único, suas bolsas de couro estilo carteiro se tornaram um SUCESSO ABSOLUTO!

A grande inspiração veio do interesse em comprar as pastas que Harry Potter e seus amigos usavam na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwartsum enquanto lia a saga para seus filhos.

Deane descobriu que não existia esse modelo em lugar algum. Então, pegou os R$ 2.500 que tinha de suas economias, procurou um fabricante para terceirizar a produção das pastas e usou o chamado marketing de guerrilha (que utiliza várias vias de marketing) para entrar em contato com jornalistas e blogueiros de moda patrocinando-os e presenteando-os com modelos de suas coleções. , inclusive produzindo peças exclusivas baseadas em pedidos dos mesmos.

Causou tanto burburinho nas mídias sociais e o famoso “boca-a-boca” em blogs especializados, que em pouco tempo a bolsa virou uma febre entre os fashionistas e celebridades e em menos de um ano havia centenas de pedidos em seu site.

O ponto certeiro veio em setembro de 2011, quando a revista Elle do Reino Unido pediu que Deane produzisse uma peça brilhante para um novo trend fluorescente que estava por vir.

Ela produziu as peças e enviou aos blogueiros que estavam cobrindo a semana de moda de New York.

“Assim ficamos famosos; o “New York Times” e o “New York Post” nos chamaram de “estilo de rua na semana de moda de New York”“.

Quando abriu sua primeira loja física no Londres Convent Garden- uma loja de dois pisos dedicou a parte de baixo inteira aos blogueiros de moda.

“Tenho certeza absoluta que os blogueiros foram as pessoas que começaram meu negócio. Estou muito feliz com este espaço, acho que é um meio muito tangível de agradecer a comunidade que tanto me ajudou.”, disse Deane.

Hoje, o que começou na cozinha de casa, é uma empresa com fábrica própria que produz cerca de 600 bolsas por dia, lucros anuais superiores a R$ 60 milhões e produtos colocados em mais de 120 países nas mais famosas lojas de departamento como: Harrods, Harvey Nichols, Bloomingdale’s e Saks, além de suas três lojas em Londres, incluindo uma loja em Covent Garden e Cambridge. E o mais importante: é uma das maiores apoiadoras de organizações contra bullying do Reino Unido.

A grande questão é que a Cambridge Satchel Company é muito mais do que uma marca, é a história de coragem de uma mãe “cabeça aberta” misturada com boas ideias que serve de incentivo e inspiração.

Tanta gente que vive reclamando da vida e não faz nada pra melhorar. É a tal da auto piedade.

O que você me diz disso?

Se a vida te oferecer um limão você faz uma limonada ou fica reclamando que está azedo?

 FONTE: American Express OPEN / Mashable/ Google- FOTOS REPORODUÇÃ APENAS PARA DIVULGAÇÃO

Milena Baracat

 

Formada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). 

Atualmente atua com profissionais  no desenvolvimento, tratamento de acervos, informatização e tecnologia da informação aplicada para bibliotecas particulares e privadas.