Dicas de livros e filmes por Luciana Andrade - Livro: Memorial do Convento de José Saramago e Filme: Intriga Internacional

Dicas de livro: Memorial do Convento de José saramago

download.jpg


“O “Memorial do Convento” foi publicado em 1982. Nele, José Saramago cruza a História, a ficção e o fantástico, com personagens inventadas e figuras históricas de carácter exagerado ou excêntrico como o rei D.João V, sua consorte a princesa austríaca D. Josefa ou o Padre Bartolomeu de Gusmão. a quem foi atribuída a invenção da passarola.

D. João V promete a Deus e à Igreja a construção de um convento caso tenha um filho com D. Josefa.  A rainha engravida e o Convento é construído por vontade do rei, sacrificando o tesouro do reino e o povo.

Do povo vêm os dois personagens centrais do “Memorial do Convento”: Baltazar, um ex-militar que perdeu uma mão na guerra, e Blimunda, que vê o interior das pessoas quando está em jejum. Conhecem-se num julgamento da Santa Igreja onde, normalmente, os hereges eram condenados ao degredo ou à fogueira. Os dois formam um dos pares mais extraordinários da literatura portuguesa, e vivem uma história de amor imediato e sem reservas.

Apaixonados, vivem marginais às leis de Deus, pois não são casados. Mesmo assim, são abençoados por um homem da Igreja: o padre Bartolomeu de Gusmão, brasileiro com uma educação jesuíta, mas liberto de convenções. Sonhador, pretende criar uma máquina voadora e encontra em Blimunda e Baltazar, eco para os seus sonhos”.

Fonte: http://ensina.rtp.pt/artigo/memorial-do-convento-de-jose-saramago/

Dicas de filme: Intriga internacional

download (1).jpg
Luciana+(1).jpg

Luciana Andrade

Coluna Dica de Livros e Filmes

Bibliotecária e Psicologa formada há alguns anos.. Atua na área de psicologia com consultório e no SOS Ação mulher e família como Psicologa voluntária . Cursou biblioteconomia por adorar os livros e assim ficou conhecendo mais profundamente a história literária. Através de filmes e livros consegue entrar em mundos reais, imaginários , fantásticos o que deixa o coração e a mente livres para conhecer, acreditar e principalmente sonhar. Email: luser8363@gmail.com

Dicas de livros e filmes por Luciana Andrade - Livro: A invenção de Morel e Filme: Gladiador

Dicas de livro: A invenção de Morel de Adolfo Bioy Casares

2019___a_invencao_de_morel_2048x2048.jpg

"A invenção de Morel", romance do argentino Adolfo Bioy Casares (1914-1999), foi publicado originalmente em 1940. Narrado em primeira pessoa por um fugitivo da justiça, como um diário deixado ao futuro, conta a história de sua busca por esconderijo e salvação numa ilha deserta.

Esta já fôra habitada, tinha algumas construções abandonadas e era considerada foco de uma enfermidade terrível, que "matava de fora para dentro". Após um período solitário, o narrador se surpreende com a presença de pessoas no local. Ele não sabe como elas chegaram lá e nota que seus modos são anacrônicos e seu cotidiano, repetitivo.

Ao mesmo tempo, observa um conjunto de manifestações fantásticas da natureza: verão antecipado, fauna e flora alternadamente apodrecidas e viçosas, marés descontroladas, duas luas no céu. Atordoado com as mudanças, a princípio evita as pessoas, temendo ser descoberto em seu refúgio. Mas a paixão que brota por uma das visitantes da ilha o leva a quebrar o isolamento. Aos poucos se aproxima dela e de seu mundo e descobre que se chama Faustine. Tenta falar-lhe mas ela não o ouve, nem o vê: é como "se seus olhos não servissem para ver". Instigado pelo desejo, ele busca nas entranhas do lugar alguma explicação para o alheamento de Faustine.

Aproxima-se dos demais visitantes e percebe que não o notam. Obcecado pela moça, assiste ao assédio de outro visitante a ela e sente ciúme. Aos poucos, o mistério se desata. E a explicação é incrível: Morel, o homem que assediava Faustine, construíra uma prodigiosa máquina, capaz de extrair das coisas e das pessoas uma espécie de essência, primeiro armazenada, depois projetada.

O narrador supõe então que Morel recorreu à máquina porque fracassara em sua tentativa de seduzir Faustine, captando secretamente imagens durante uma semana de veraneio e, graças ao movimento da maré, que fazia funcionar seu invento, deixou-as serem reproduzidas eternamente, numa espécie de filme dotado de todas as dimensões possíveis.

Não só imagens e sons ficavam gravados: todos os sentidos eram aprisionados por sua máquina, capaz de tornar eternos os cheiros, o tato, o ambiente que rodeava as pessoas, o calor e as chuvas, sol e lua em seus ciclos. Tudo que estava ao alcance da máquina ficava armazenado para depois ser repetido. Porém, o preço deste processo era a "morte de fora para dentro": a filmagem tirava a vida das pessoas para torná-las imagem.

Esclarecido o enigma, o narrador coloca-se diante de um dilema: contemplar Faustine eternamente ou usar a invenção de Morel, inserir-se em suas imagens e passar a viver no mesmo mundo de Faustine. Opta pela segunda possibilidade. Submete-se aos efeitos da máquina e nas últimas linhas de seus escritos já relata as primeiras manifestações da deterioração física. Faz, então, uma última súplica, desta vez ao leitor futuro do diário, para que tente construir outra máquina e o insira "no céu da consciência de Faustine".

Fonte: https://www.saraiva.com.br/a-invencao-de-morel-201841.html

Dicas de Filme: Gladiador

download (1).jpg
Luciana+(1).jpg

Luciana Andrade

Coluna Dica de Livros e Filmes

Bibliotecária e Psicologa formada há alguns anos.. Atua na área de psicologia com consultório e no SOS Ação mulher e família como Psicologa voluntária . Cursou biblioteconomia por adorar os livros e assim ficou conhecendo mais profundamente a história literária. Através de filmes e livros consegue entrar em mundos reais, imaginários , fantásticos o que deixa o coração e a mente livres para conhecer, acreditar e principalmente sonhar. Email: luser8363@gmail.com

Dicas de livros e filmes por Luciana Andrade - Livro: Paralelo 42 e Filme: Sindicato de ladrões

Dicas de livro - Paralelo 42 de John dos Passos

250x.jpg

“Primeiro livro da trilogia 'USA', também composta por '1919' e 'O grande capital', alinha a vida de cinco personagens que buscam seu lugar para compor um painel social e político dos Estados Unidos no início do século XX. Usando colagem de manchetes e notícias de jornais, letras de músicas, biografias de personagens - como o inventor Thomas Edison e o empresário Andrew Carnegie - e ficção, John dos Passos integra com técnicas narrativas para retratar o nascimento de uma potência mundial com lutas de classe e batalhas econômicas”.


Dicas de filme: O sindicato dos ladrões ou On the waterfront com Márlon Brando

128db16699ad341852f5c3b4dfb1e49f.jpg
Luciana+(1).jpg

Luciana Andrade

Coluna Dica de Livros e Filmes

Bibliotecária e Psicologa formada há alguns anos.. Atua na área de psicologia com consultório e no SOS Ação mulher e família como Psicologa voluntária . Cursou biblioteconomia por adorar os livros e assim ficou conhecendo mais profundamente a história literária. Através de filmes e livros consegue entrar em mundos reais, imaginários , fantásticos o que deixa o coração e a mente livres para conhecer, acreditar e principalmente sonhar. Email: luser8363@gmail.com

Dicas de livros e filmes por Luciana Andrade - Livro: A Peste de Albert Camus e Filme: Amadeus

Dicas de livro: A peste de Albert Camus



A-Peste.jpg

De um dos mais importantes e representativos autores do século XX e Prêmio Nobel de Literatura Romance que destaca a mudança na vida da cidade de Orã, na Argélia, depois que ela é atingida por uma terrível peste, transmitida por ratos, que dizima a população.

É inegável a dimensão política deste livro, um dos mais lidos do pós-guerra, uma vez que a cidade assolada pela epidemia lembra a ocupação nazista na França durante a Segunda Guerra Mundial. A peste é uma obra de resistência em todos os sentidos da palavra. Narrado do ponto de vista de um médico envolvido nos esforços para conter a doença, o texto de Albert Camus ressalta a solidariedade, a solidão, a morte e outros temas fundamentais para a compreensão dos dilemas do homem moderno”.

Fonte: https://www.saraiva.com.br/a-peste-9753041.html .

Dicas de filme: Amadeus

large_chNMAdhSpUslHU4dsmIVvlvnDq9.jpg
Luciana+(1).jpg

Luciana Andrade

Coluna Dica de Livros e Filmes

Bibliotecária e Psicologa formada há alguns anos.. Atua na área de psicologia com consultório e no SOS Ação mulher e família como Psicologa voluntária . Cursou biblioteconomia por adorar os livros e assim ficou conhecendo mais profundamente a história literária. Através de filmes e livros consegue entrar em mundos reais, imaginários , fantásticos o que deixa o coração e a mente livres para conhecer, acreditar e principalmente sonhar. Email: luser8363@gmail.com

Dicas de livros e filmes por Luciana Andrade - Livro: Cantos da Cantuária e Filme: No portal da eternidade

Dicas de livro: Cantos da cantuária por Geoffrey Chaucers

download.jpg

Os Contos de Cantuária (The Canterbury Tales) começaram a ser escritos por Geoffrey Chaucer em 1387. A obra consiste em uma coleção de histórias em prosa e em verso e é considerada um marco da literatura inglesa.

A obra  Os Contos de Cantuária começa com uma romaria feita por vinte e nove peregrinos juntos à cidade de Cantuária para visitarem o túmulo de Santo Tomás Beckett, Arcebispo de Cantuária. Os romeiros pernoitam em uma estalagem ao sul de Londres. No local, o Albergueiro sugere, para que os viajante se distraiam durante o percurso, que contem duas histórias durante a ida e façam o mesmo na volta, dando um jantar como prêmio ao melhor narrador. Basicamente, Os Contos de Cantuária são os contos destes peregrinos somados ao Prólogo Geral, no qual há uma apresentação de cada romeiro.

Indicando as particularidades de cada peregrino, os contos são variados. Começam com o conto de um cavaleiro narrando um romance de cavalaria, a segunda história é de um moleiro, que conta algo completamente diferente do primeiro, utilizando-se do erotismo e baixo calão em uma história sobre adultério. Todas as histórias indicam o contexto que envolve as características do narrador e de sua classe social.

O livro expõe o panorama medieval da época, como as pessoas viviam e descreve tipos que representavam as diversas camadas sociais. Apesar disso, alguns críticos dizem que Chaucer não mostra no livro nem as classes mais altas e nem as mais baixas, indicando que tinha medo de ofender a aristocracia e sua antipatia pelos pobres”.

Contrariando essas críticas, são percebidas sátiras e uma sensibilidade do autor à sociedade da época. Um bom exemplo é o Conto de Chaucer sobre Sir Topázio, onde indica a que os ideais cavaleirescos estavam em decadência, usando como exemplo, na figura do efeminado protagonista do conto, o fato de a burguesia mercantil usurpar benefícios da nobreza. Outra crítica é encontrada no Prólogo, em que Chaucer descreve uma mercador que esconde seus fracassos atrás de uma máscara pomposa de dignidade.

Existem poucos dados bibliográficos sobre Geoffrey Chaucer. Porém, sabe-se que o autor nasceu em Londres por volta de 1340 e seu pai era um comerciantes de vinhos que tinha certa influência, pois conseguiu colocar seu filho como pajem junto ao Príncipe Lionel. Assim, Chaucer teve a oportunidade de ser educado junto à corte, conhecendo etiqueta, manejo de armas, latim, francês, literatura antiga e contemporânea. O escritor morreu no dia 25 de outubro de 1400 e foi sepultado na célebre Abadia, próximo ao local onde eram sepultados os reis ingleses.

Fontes:
CHAUCER, Geoffrey. Os Contos de Cantuária. São Paulo: Queiroz, 1988.
http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Canterbury_Tales
http://www.sumarios.org/sites/default/files/pdfs/53116_6209.PDF


Dicas de filme: No portal da eternidade

Dml1k6BU4AEPdlP.jpg
Luciana+(1).jpg

Luciana Andrade

Coluna Dica de Livros e Filmes

Bibliotecária e Psicologa formada há alguns anos.. Atua na área de psicologia com consultório e no SOS Ação mulher e família como Psicologa voluntária . Cursou biblioteconomia por adorar os livros e assim ficou conhecendo mais profundamente a história literária. Através de filmes e livros consegue entrar em mundos reais, imaginários , fantásticos o que deixa o coração e a mente livres para conhecer, acreditar e principalmente sonhar. Email: luser8363@gmail.com