Receita Molho Pesto Funcional - Coluna Gastronomia por Chef Alê Lembo

MOLHO PESTO FUNCIONAL

De uns tempos pra cá, parece que o molho pesto se tornou o novo queridinho, é versátil, fácil de fazer e agrada os paladares mais variados. O seu nome tem origem no verbo italiano "pestare", que significa macerar, e é um preparo fácil, prático e muito saboroso.

 A receita tradicional nasceu no norte da Itália, e conquistou mesas dos quatro cantos do mundo. Aqui no Brasil o molho pesto é a pedida certa para acompanhar massas, carnes, peixes, torradas, saladas, canapés ou dar um toque especial aos sanduiches.

O primeiro registro do molho que se tem notícia vem da “Cuciniera Genovese”, um dos escritos dos irmãos Ratto, no ano de 1863. Feito tradicionalmente de azeite extravirgem, manjericão, pinoli, queijos pecorino e parmesão, sal e alho, o molho pesto tem origem na cidade de Gênova. Devido ao micro clima particular e o terreno ideal, a região possui uma incrível variedade de ervas, e é lá que se encontra o manjericão mais aromático e saboroso do mundo, com perfume e gosto particularmente equilibrados. Não existe uma família ligure, que não tenha um vasinho com uma planta de manjericão na varanda de casa.

A cidade italiana tem tanto orgulho do seu pesto que todas as famílias possuem uma receita própria. No entanto, doses generosas de azeite extravirgem, manjericão fresco e um pilão para moer tudo são itens obrigatórios em qualquer preparação. Há uma explicação para o uso do pilão em receitas tradicionais: o objeto, com o movimento rotatório das mãos, faz com as folhas do manjericão se rasguem e acentuem o seu sabor.

E assim como os italianos, e boa descendente que sou, tenho a minha receita própria, voltada à gastronomia funcional, que fica tão deliciosa quanto a original e traz inúmeros benefícios para o seu organismo. E já que nem todos têm um pilão de mármore em casa, ou mesmo tempo para macerar o molho, eu aposto na praticidade do liquidificador e no preparo correto, seguindo a receita à risca, as folhas de manjericão não irão oxidar.

Essa versão funcional do molho pesto é vegana, mas você pode tranquilamente substituir a levedura nutricional pelo queijo parmesão ou grana padano, assim como o pistache pode ser substituído pelo pinoli ou nozes. Depois de pronto e coberto com um pouco mais de azeite, o pesto pode ser mantido em geladeira por diversos dias.

 

MOLHO PESTO FUNCIONAL

 

02 xícaras de folhas de manjericão fresco higienizado

1 e 1/4 de xícara de azeite extravirgem

02 dentes de alho sem o miolo

02 colheres de sopa de semente de abóbora verde

1/4 de xícara de pistaches 

02 colheres de sopa de levedura nutricional 

01 colher de sobremesa de semente de chia 

Sal rosa do Himalaia, pimenta do reino e cúrcuma a gosto

 Em um liquidificador coloque o azeite, os dentes de alho e os demais ingredientes (exceto as folhas de manjericão e a chia) e bata até misturar. Coloque as folhas de manjericão e as sementes de chia, vá batendo levemente até virar um molho homogêneo.

 Gostou da receita? Além das receitas anteriores aqui no Site Raquel Baracat, eu te convido a acompanhar o meu canal do Youtube: chef Alê Lembo. Tenho duas temporadas dedicadas à gastronomia funcional, com receitas salgadas e doces. Tudo sem glúten, sem lactose e isento de açúcar refinado, mas com muito sabor. Venha se encantar com a alimentação saudável e se inspirar à  adotar um estilo de vida com receitas funcionais, low carb e veganas deliciosamente surpreendentes!

Aproveita para se inscrever no canal e não se esqueça de ativar as notificações!

https://www.youtube.com/chefalelembo

foto+chef+Ale.jpg

Alê Lembo

Coluna Gastronomia

Alessandra Lembo Nogueira, a chef Alê, é cozinheira profissional e especialista em alta gastronomia pelo IGA Campinas, com curso de Cuisine pelo Le Cordon Bleu Paris. Trabalha como personal chef e é idealizadora e fundadora da marca Fit Me Saudável e Funcional, uma empresa especializada em produtos Fit, Low Carb e Veganos, sem glúten, sem lactose, livres de açúcar refinado e gordura trans.  Atua como chef consultora e com desenvolvimento de cardápios especializados e personalizados, ministra workshops em diversos locais da cidade de Campinas e região.

Receita Espaguete de legumes ao pesto de manjericão - Coluna Nutrição por Thalyta Morandi nutricionista

Receita:

espaguete.jpg




4 unidades de cenoura média,2 xícaras (chá) de manjericão fresco,1/2 xícara (chá) de castanha de caju torrada,1/2 xícara (chá) de queijo meia-cura ralado,2 dentes de alho,

1 xícara (chá) de azeite de oliva,1/2 limão (suco), sal a gosto. Modo de preparo:

Corte a cenoura em fatias finas com um descascador. Aqueça a frigideira com um fio de azeite e doure os dentes de alho levemente. Refogue a cenoura fatiada até ficar al dente.

Tempere com uma pitada de sal e de pimenta-do-reino. Bata no liquidificador o azeite, as castanhas, o alho, o queijo meia-cura e o suco de limão. Ao final, coloque o manjericão com uma pedra de gelo (para não escurecer) e bata mais um pouco. Então, é só montar o prato (use um aro para modelar) e finalizar com castanha-de-caju em pedaços.

Thalyta.png

Thalyta Morandi Ridolfi de Carvalho

Coluna Nutrição

Nutricionista - CRN: 22.369  Mestre em Clínica Médica - FCM - UNICAMP 

thalyta@allnuttry.com.br Telefone: (19) 33876666 instagram: @nutricionistathalytamorandi


Brownie Funcional - Coluna Gastronomia por Chef Alê Lembo



Será que você está entre os milhões de brasileiros que amam brownie? Eu estou e gosto dele com a casquinha crocante e o recheio cremoso. Alguns preferem degustá-lo acompanhado de uma bola de sorvete e outros com uma deliciosa calda de chocolate. Ele pode ser consumido em qualquer horário do dia, no café da manhã, sobremesa e lanche da tarde. O fato é que ele é um dos doces mais queridinhos dos brasileiros e merece esse título!

Brownie.jpg

Há muitas teorias a respeito da origem desse “bolinho que deu errado” e a lenda mais famosa conta que uma dona de casa estava fazendo um bolo de chocolate e se esqueceu do fermento em pó. Ela assou o bolo e quando viu que ele não havia crescido, optou por servir da mesma forma. O bolo fez muito sucesso e a receita se espalhou por toda parte.

A versão romântica da origem do brownie conta que  um confeiteiro  estava tão apaixonado, pensando em sua amada, que acabou se esquecendo de colocar o fermento no bolo de chocolate, o que deixou a massa mais escura e baixinha. Como ele não queria perder o emprego, cortou a massa em quadrados pequenos e serviu, dizendo que havia preparado alguns “brownies”. Sucesso absoluto, não?

Farinha, manteiga, chocolate, açúcar e ovos são os ingredientes tradicionais da receita de brownie, há quem goste de acrescentar nozes e outras castanhas. Mas, por aqui o papo é Gastronomia Funcional e alimentação saudável, por isso, a receita de hoje é um DELICIOSO Brownie funcional, sem glúten, sem lactose, com açúcar de coco e super prático. 

Ao invés de divulgar a receita aqui na coluna, te convido a acompanhar o passo a passo no meu canal do YouTube: Chef Alê Lembo (https://www.youtube.com/chefalelembo).  


Além do Brownie Funcional, ensino inúmeras receitas deliciosas e práticas, fundamentadas na Gastronomia Funcional. Tudo sem glúten, sem lactose e isento de açúcar refinado, mas com muito sabor. Venha se encantar com a alimentação saudável e se inspirar a adotar um estilo de vida com receitas funcionais, low carb e veganas deliciosamente surpreendentes!

Aproveita para se inscrever no canal e não se esqueça de ativar as notificações!

https://www.youtube.com/chefalelembo

foto+chef+Ale.jpg

Alê Lembo

Coluna Gastronomia

Alessandra Lembo Nogueira, a chef Alê, é cozinheira profissional e especialista em alta gastronomia pelo IGA Campinas, com curso de Cuisine pelo Le Cordon Bleu Paris. Trabalha como personal chef e é idealizadora e fundadora da marca Fit Me Saudável e Funcional, uma empresa especializada em produtos Fit, Low Carb e Veganos, sem glúten, sem lactose, livres de açúcar refinado e gordura trans.  Atua como chef consultora e com desenvolvimento de cardápios especializados e personalizados, ministra workshops em diversos locais da cidade de Campinas e região.

 

Receita de Creme de couve-flor com alho-poró - Coluna Nutrição por Thalyta Morandi nutricionista

Preparo:

thalyta.jpg

3 dentes de alho picados,1/2 talo de alho-poró picado,1 fio de azeite de oliva para refogar

1 cabeça de couve-flor pequena picada grosseiramente,2 unidades de chuchu picadas

300 mililitros de água, 3 folhas de couve-flor ou couve-manteiga,3 unidades de cebolinha-verde picadas, sal a gosto.

Modo de preparo:Refogue o alho e o alho-poró no azeite. Adicione a couve-flor e o chuchu. Mexa por 3 minutos, acrescente 100 ml de água, tampe e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Em seguida, deixe a mistura amornar e bata no liquidificador com o resto da água. Volte o creme para panela com as folhas de couve-flor e a cebolinha picadas. Cozinhe por 1 minuto e acrescente mais água, caso prefira um caldo mais líquido. Acerte o sal.

Thalyta.png

Thalyta Morandi Ridolfi de Carvalho

Coluna Nutrição

Nutricionista - CRN: 22.369  Mestre em Clínica Médica - FCM - UNICAMP 

thalyta@allnuttry.com.br Telefone: (19) 33876666 instagram: @nutricionistathalytamorandi

Receita de Homus de Beterraba - Coluna Nutrição por Thalyta Morandi

Receita de Homus de Beterraba

thalyta.jpg

1 beterraba sem casca em cubos, 1 cabeça de alho, 4 colheres de sopa de azeite de oliva, 1 xícara de grão de bico cozido, 2 colheres de sopa de tahine, ½ limão espremido, sal, ervas a gosto.

Pré-aqueça o forno a 200 graus,  em uma assadeira,coloque a beterraba picada, alho, regue-os com 2 colheres de sopa de azeite, cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos ou até que fiquem macios, coloque em um processador o alho, beterraba, tahine, restante do azeite e o ½ limão espremido, processe até virar uma pasta lisa, tempere com sal e pronto.

Thalyta.png


Thalyta Morandi Ridolfi de Carvalho

Coluna Nutrição

Nutricionista - CRN: 22.369  Mestre em Clínica Médica - FCM - UNICAMP 

thalyta@allnuttry.com.br Telefone: (19) 33876666 instagram: @nutricionistathalytamorandi