McDonald’s abre o menor restaurante do mundo para abelhas

Novidade tem início na Suécia e chama atenção para a preservação dos insetos

3-mc-donalds-para-abelhas.jpg

Não, você não leu errado. A mais famosa rede de fast-food do mundo lançou uma mini versão de seus restaurantes, na tentativa de atrair “centenas de convidados importantes“, como foi dito em seu vídeo de divulgação.

Completo, com cabines de drive-thru, mesas ao ar livre e o icônico e imponente logo amarelo no topo, a unidade é considerada pelo McDonald’s como sua menor filial no mundo. A novidade é, na verdade, uma colmeia em pleno funcionamento.

McHive, como é chamada, é uma iniciativa da empresa que celebra o bem-estar e a preservação das abelhas. É um tributo aos restaurantes da rede na Suécia, que têm colmeias espalhadas em seus telhados.

“A iniciativa começou localmente, mas agora está crescendo”, explica a NORD DDB, a agência criativa que supervisionou o projeto. “Mais franquias em todo o país estão se unindo à causa e também começaram a substituir a grama em torno de seus restaurantes por flores e plantas que são importantes para o bem-estar das abelhas selvagens”.

Fonte: https://casa.abril.com.br/novidades/mcdonalds-abre-o-menor-restaurante-do-mundo-para-abelhas/?fbclid=IwAR1ugH2_lrDeufSGX-MkpZld9C8tuzTGLIA79ZVfAIClMg3w0GjD2spKq8w

Restaurante paga até R$370,00 para pessoas que brincarem com cães dos clientes

Cantina em Dallas quer os cachorros distraídos enquanto seus donos comem

cachorro.jpg

ma remuneração por hora de 100 dólares (cerca de R$ 370 na cotação de hoje), comida e bebida de graça. Interessa? O Mutts Canine Cantina, restaurante em Dallas, cidade do estado norte-americano do Texas, oferece isso para quem quiser brincar com cachorros em sua mais recente unidade.

O restaurante é conhecido por ser amigo dos animais e tem uma extensa área externa – que é onde o contratado atuará. Ali, ele deve brincar com os cães enquanto os donos fazem suas refeições tranquilamente.

A candidatura ao cargo deve ser feita via Instagram – o candidato deve postar um vídeo mostrando suas habilidades com os pets, marcar a cantina @muttscantina e adicionar a hashtag #MUTTSpuptern.

A vaga fez sucesso. Até este domingo, dezenas de pessoas já enviaram seus vídeos mostrando seu talento para ocupar o cargo.

Fonte: https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Pet/noticia/2018/11/restaurante-paga-r-370-por-hora-para-quem-brincar-com-caes-dos-clientes.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=post&fbclid=IwAR25ysKTfzH4bJJyFnOZw7h6OMPdKZdSbZuVqiqB6mRFywLlPIWYFdMCMdY

Vale a pena conhecer a hamburgueria inspirada em Harry Potter, Vassoura Quebrada?

Descubra a casa que tem um congestionamento humano aos fins de semana desde sua inauguração oito meses atrás

porcorum.jpg

A Vassoura Quebrada, hamburgueria que lembra o universo de Harry Potter, virou uma das atrações do bairro de Perdizes. Desde a inauguração oito meses atrás, a euforia do público — principalmente dos fãs da saga — em conhecer o lugar não diminui. De sexta a domingo, é comum se formarem filas na porta antes mesmo do início do funcionamento da casa.

O motivo está justamente no clima do ambiente, que tenta reproduzir uma atmosfera mística de bruxaria em um sobradinho na Zona Oeste. Pelo espaço, há vassouras, chapéus e quadros que se esforçam em ser assustadores.

A inspiração em Harry Potter é clara. Para evitar problemas judiciais, no entanto, os donos não citam a história bilionária da britânica J. K. Rowling como tema, assim como não exibem nenhum item de decoração que faça referência imediata à série de livros e filmes.

vassoura.png

Há entusiastas que visitam a casa com vestuário que vai de blusas temáticas a combinação de cachecol listrado com capa preta, uniforme da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Para reforçar o clima, os funcionários vestidos com avental e chapéu de bruxo entregam uma varinha logo que os clientes se acomodam nas mesas. A ideia é levantar o utensílio sempre que precisar da ajuda dos atendentes.

Outra estratégia da equipe é chamar os visitantes de bruxo, do início ao fim da experiência. Vale pela brincadeira, mas pode se tornar exagerado quando em excesso.

whatsapp-image-2019-02-22-at-20.37.30-1.jpeg

O cardápio, com desenho de inspiração medieval, é enxuto. São seis opções de hambúrgueres e três petiscos, incluindo as fritas caseiras (19 reais).

Todos os sanduíches levam um disco de carne de 180 gramas no pão de abóbora. O porcorum (29 reais), com queijo cheddar, molho barbecue artesanal e bacon crocante em fatias, não decepciona.

Para beber, há a chamada cerveja espumosa (22 reais), que faz lembrar a cerveja amanteigada presente nas histórias do Harry Potter e também nos parques de diversão do Universal Orlando Resort. Apesar do nome, a criação em nada se assemelha à bebida alcoólica de verdade. Como está mais para um milk-shake de sorvete de leite com especiarias, se sai melhor fazendo as vezes da sobremesa.

Quem quiser conhecer a casa sem chegar cedo demais ou ter de encarar uma longa espera, a dica é ir de terça a quinta, quando o movimento é mais tranquilo. Também é uma boa visitá-la no almoço, das 12h às 15h, às quintas e sextas.

Vassoura Quebrada. Rua Desembargador do Vale, 836, Perdizes. 18h30/22h30 (qui. e sex. 12h/15h e jantar até 23h30; sáb. a partir das 14h30; dom. 13h/18h). 

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/cidades/vassoura-quebrada-harry-potter-vale-a-pena/?fbclid=IwAR231bqndcIK94iMi-O6HvVWqedEquRVE8mWIUrwYi0Q7mHODuyqiRrATEY


Brunch Weekend começa neste sábado (6) em São Paulo

Casas da capital fazem um menu especial que mescla café da manhã e almoço por R$ 59,00

cha-cha2.jpeg

Oções do bunch do Cha Cha (Mario Rodrigues/Divulgação)

Brunch Weekend está de volta. O festival, que começa no sábado (6), rola em 25 endereços da capital durante os fins de semana do mês. É quando as casas participantes servem menus especiais de brunch, refeição que mescla café da manhã e almoço, por R$ 59,00, com direito a um drinque.

O combinado do variado Cha Cha, em cartaz entre 8h30 e 16h, pode incluir ostras, ovo mollet com fritas e presunto cru mais uma miniesfera de chocolate. Para beber, há mimosa (espumante com suco de laranja).

duasterezas0003.jpg

Combo brasileiro: torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, no Duas Terezas (Mario Rodrigues/Divulgação)

No Duas Terezas, entre 10h e 15h, há dois tipos de combo: o brasileiro, que traz opções como torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, e o italiano, com piadina de ovo mexido e sanduíche de queijo de minas e molho de tomate.

Uma das sugestões de coquetel é o mix de cerveja de trigo com suco de laranja.

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/comida-bebida/brunch-weekend/?fbclid=IwAR3qmaCgh3q40PYYx3iGXa4QdQT7CHfRBocGYHv217Ix7zL7AUzn4j5R2J4


Você conhece o bar dos Arcos?

Aberto no fim de 2018, o espaço no porão do Teatro Municipal é um dos bares mais badalados do momento

ambiente-com-e-sem-pessoas_05.jpg.jpg

Balcões reluzentes compõem o ambiente do Bar dos Arcos, no centro (Clayton Vieira/Veja SP)

Não sem atrasos, o Bar dos Arcos foi inaugurado no fim de 2018. Instalado no subsolo do mítico Teatro Municipal, tornou-se um sucesso instantâneo. Afinal, era aguardado por uma legião que não resiste a uma novidade.

O bar tem como cenário as fundações da casa de música clássica. Estão lá os arcos e tijolos nas paredes por onde se distribuem balcões coletivos que emitem luz, inspirados em bar do filme O Iluminado, dirigido por Stanley Kubrick em 1980.

A disposição das mesas altas é um convite à interação entre diferentes grupos. Mas nem pense em escolher seu lugar ou trocar de bancada. Os clientes devem se manter no assento indicado.

No fim da visita, a comanda é paga no caixa, como em um clube noturno, segmento em que o sócio Facundo Guerra fez escola. Vale lembrar que na entrada é obrigatório deixar dados para cadastrar um cartão de consumo na primeira ida ao local — se você for em turma grande, o processo poderá ser demorado.

drinque-tosca_03.jpg

Tosca: drinque autoral da argentina Chula, combina tequila, licor de laranja, gengibre, limão-taiti, soda de hibisco e raspa de laranja (Clayton Vieira/Veja SP)

Paciência. E não se esqueça: às vezes há conflitos de informação da brigada, que não sabe responder a questões simples como “estão preparando bebidas nesse horário?”.

Se os pontos anteriores não o desanimarem, segue a boa notícia. Além de o ambiente ser espetacular, os drinques da argentina Chula, com experiência no famoso bar portenho Florería Atlántico, seduzem, ainda que não sejam baratos. Boa parte do que foi provado em três visitas funcionou bem.

drinque-penicilin_01.jpg

Penicillin: um dos melhores drinques da carta (Clayton Vieira/Veja SP)

O tosca (R$ 35,00) combina tequila, licor de laranja, gengibre, limão-taiti, soda de hibisco e raspa de laranja. Também com gengibre, o ótimo penicillin (R$ 45,00), um clássico de Nova York, leva aqui uísque, bourbon, limão-taiti e mel e tem um agradável toque defumado.

Daqueles coquetéis de tomar devagar, o balanceado amadeus (R$ 41,00) traz na taça bourbon e vermutes tintos com cereja.

drinque-amadeus_03.jpg

Amadeus: composto de bourbon, vermutes tintos e cereja (Clayton Vieira/Veja SP)

Sob a batuta do chef Rodrigo Augusto, a cozinha executa um menu variado. O poboy (R$ 43,00), sanduíche inspirado no tradicional da Louisiana, vem na ciabatta com lula e camarão fritos, picles de cebola-roxa, alface e maionese de salsão mais vinagrete de maçã à parte.

sanduc3adche-poboy_03.jpg

Poboy: inspirado na Louisiana, o poboy vem na ciabatta com lula e camarão fritos, picles de cebola-roxa, alface e maionese de salsão mais vinagrete de maçã à parte (Clayton Vieira/Veja SP)

Balanço geral: vale a pena passar horas agradáveis no Bar dos Arcos.

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/blog/notas-etilicas/bar-dos-arcos-critica-cardapio/?fbclid=IwAR35Xj0nlyUKaeAr13RdswWpNqmGuzE-y-UVONRrLO1mwaBEtrTIHqhvgWY