São Paulo ganha fonte de chope na Zona Oeste

Em forma de urso, a bica da Colorado vai ter bebida grátis e será montada apenas no domingo (2)

1558967763718217.jpg

Um sonho de muito cervejeiro paulistano está prestes a ser realizado. São Paulo vai ganhar uma fonte de chope, com bebida de graça. 

A bica será colocada apenas no domingo (2) no Beco do Batman, área turística do bairro da Vila Madalena, na Zona Oeste. 

Trata-se de uma ação da Colorado, marca que atualmente pertence à Ambev, para divulgar o novo Ribeirão Lager. A bebida pertence à família das cervejas levinhas, feitas para matar a sede, e leva casca de laranja na fórmula.

Em forma de urso (símbolo da cervejaria), a fonte vai derramar cerca 300 litros da bebida, a partir das 11h. Vai operar até às 17h, se o estoque não acabar antes.

Só poderão bebericar pessoas com 18 anos ou mais, claro. Para não ter bagunça, uma fila será formada pela organização para que todos possam se servir. Cada visitante terá direito a um copo.

No sábado (25), a fonte foi levada ao Mercadão Municipal de Ribeirão Preto, cidade onde a cervejaria nasceu. Após o “estágio” na Vila Madalena, a fonte vai estacionar no bar Toca do Urso, em Ribeirão, onde ficará permanentemente.

Sim, a fonte com chope grátis é temporário. Mas quem sabe alguém não se inspira e lança uma versão livre e permanente, como a que existe em Zalec, na Eslovênia? Fica a sugestão.

https://vejasp.abril.com.br/blog/notas-etilicas/fonte-chope-sao-paulo-colorado/?fbclid=IwAR1nF6csO0bCkQcd8Mu-eoDHa2lUsVXcpY7CDpQCVWi5orWApR5kIz2vNf4

Barack Obama participa da 7ª edição do VTEX DAY em São Paulo

OBarack Obama participa da 7ª edição do VTEX DAY

obama-no-vtex-day.jpg

Poucos presidentes percorreram uma jornada mais improvável e admirável à Casa Branca. Eleito com mais votos do que qualquer outro candidato na história, o ex-presidente Obama deixou sua marca símbolo de liderança, diplomacia e esperança.

Nesta edição, o VTEX DAY abordará como as empresas brasileiras podem ser as verdadeiras protagonistas da revolução digital que está acontecendo ao redor do mundo.

“Inspirar os empreendedores e executivos brasileiros a pensar de forma global é uma das missões do evento. Acreditamos que as palavras de Barack Obama possam tocar a mente de cada participante e empoderar as pessoas”, comenta Alessandra Hypolito, Head do evento.

Nas edições passadas, o VTEX DAY trouxe nomes inspiradores, como Richard Branson, fundador do grupo Virgin, Bruce Dickinson, investidor e vocalista do Iron Maiden, e Marc Randolph, cofundador e primeiro CEO da Netflix.

O evento inova nesta edição, trazendo uma área de 3 mil m² dedicados à capacitação e treinamento para profissionais do setor de economia digital. Mais de 50 cases de inovação digital serão apresentados, entre eles: Farm, Animale, C&A, Tok&Stok, PagMenos, McDonalds, Electrolux, The North Face, entre outros.

Com público estimado de 15 mil pessoas, o VTEX DAY está entre os maiores eventos digitais do mundo e coloca a cidade de São Paulo como um dos centros globais para a propagação de conhecimento digital.

“Serão mais de 100 especialistas ministrando palestras e sessões de treinamento. O público deseja ter acesso a conhecimentos práticos e a casos reais que tenham o poder de inspirar pessoas e transformar a realidade de seus negócios”, acrescenta Alessandra Hypolito.

O VTEX DAY ainda contará com a tradicional área EXPO, que este ano está 30% maior, com 43 mil m² e mais de 150 empresas focadas em inovação digital, oferecendo um amplo leque de soluções, produtos e serviços. Entre as empresas, destacam-se: Stone, Amazon AWS, AACT, Adyen, B2W Marketplace, Pag Seguro e Rede.

Confira a agenda completa no site:  vtexday.vtex.com

Serviço

Data: 30 e 31 de maio
Horário: 30 de maio às 8h e 31 de maio às 9h
Local: São Paulo Expo
Website do evento: https://vtexday.vtex.com
Twitter @VTEXTrueCloud
Website VTEX: https://www.vtex.com

Fonte: https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/barack-obama-participa-da-7a-edicao-do-vtex-day/

Vale a pena conhecer a hamburgueria inspirada em Harry Potter, Vassoura Quebrada?

Descubra a casa que tem um congestionamento humano aos fins de semana desde sua inauguração oito meses atrás

porcorum.jpg

A Vassoura Quebrada, hamburgueria que lembra o universo de Harry Potter, virou uma das atrações do bairro de Perdizes. Desde a inauguração oito meses atrás, a euforia do público — principalmente dos fãs da saga — em conhecer o lugar não diminui. De sexta a domingo, é comum se formarem filas na porta antes mesmo do início do funcionamento da casa.

O motivo está justamente no clima do ambiente, que tenta reproduzir uma atmosfera mística de bruxaria em um sobradinho na Zona Oeste. Pelo espaço, há vassouras, chapéus e quadros que se esforçam em ser assustadores.

A inspiração em Harry Potter é clara. Para evitar problemas judiciais, no entanto, os donos não citam a história bilionária da britânica J. K. Rowling como tema, assim como não exibem nenhum item de decoração que faça referência imediata à série de livros e filmes.

vassoura.png

Há entusiastas que visitam a casa com vestuário que vai de blusas temáticas a combinação de cachecol listrado com capa preta, uniforme da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Para reforçar o clima, os funcionários vestidos com avental e chapéu de bruxo entregam uma varinha logo que os clientes se acomodam nas mesas. A ideia é levantar o utensílio sempre que precisar da ajuda dos atendentes.

Outra estratégia da equipe é chamar os visitantes de bruxo, do início ao fim da experiência. Vale pela brincadeira, mas pode se tornar exagerado quando em excesso.

whatsapp-image-2019-02-22-at-20.37.30-1.jpeg

O cardápio, com desenho de inspiração medieval, é enxuto. São seis opções de hambúrgueres e três petiscos, incluindo as fritas caseiras (19 reais).

Todos os sanduíches levam um disco de carne de 180 gramas no pão de abóbora. O porcorum (29 reais), com queijo cheddar, molho barbecue artesanal e bacon crocante em fatias, não decepciona.

Para beber, há a chamada cerveja espumosa (22 reais), que faz lembrar a cerveja amanteigada presente nas histórias do Harry Potter e também nos parques de diversão do Universal Orlando Resort. Apesar do nome, a criação em nada se assemelha à bebida alcoólica de verdade. Como está mais para um milk-shake de sorvete de leite com especiarias, se sai melhor fazendo as vezes da sobremesa.

Quem quiser conhecer a casa sem chegar cedo demais ou ter de encarar uma longa espera, a dica é ir de terça a quinta, quando o movimento é mais tranquilo. Também é uma boa visitá-la no almoço, das 12h às 15h, às quintas e sextas.

Vassoura Quebrada. Rua Desembargador do Vale, 836, Perdizes. 18h30/22h30 (qui. e sex. 12h/15h e jantar até 23h30; sáb. a partir das 14h30; dom. 13h/18h). 

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/cidades/vassoura-quebrada-harry-potter-vale-a-pena/?fbclid=IwAR231bqndcIK94iMi-O6HvVWqedEquRVE8mWIUrwYi0Q7mHODuyqiRrATEY


Brunch Weekend começa neste sábado (6) em São Paulo

Casas da capital fazem um menu especial que mescla café da manhã e almoço por R$ 59,00

cha-cha2.jpeg

Oções do bunch do Cha Cha (Mario Rodrigues/Divulgação)

Brunch Weekend está de volta. O festival, que começa no sábado (6), rola em 25 endereços da capital durante os fins de semana do mês. É quando as casas participantes servem menus especiais de brunch, refeição que mescla café da manhã e almoço, por R$ 59,00, com direito a um drinque.

O combinado do variado Cha Cha, em cartaz entre 8h30 e 16h, pode incluir ostras, ovo mollet com fritas e presunto cru mais uma miniesfera de chocolate. Para beber, há mimosa (espumante com suco de laranja).

duasterezas0003.jpg

Combo brasileiro: torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, no Duas Terezas (Mario Rodrigues/Divulgação)

No Duas Terezas, entre 10h e 15h, há dois tipos de combo: o brasileiro, que traz opções como torta de milho com queijo e requeijão e bolo de fubá, e o italiano, com piadina de ovo mexido e sanduíche de queijo de minas e molho de tomate.

Uma das sugestões de coquetel é o mix de cerveja de trigo com suco de laranja.

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/comida-bebida/brunch-weekend/?fbclid=IwAR3qmaCgh3q40PYYx3iGXa4QdQT7CHfRBocGYHv217Ix7zL7AUzn4j5R2J4


Você conhece o bar dos Arcos?

Aberto no fim de 2018, o espaço no porão do Teatro Municipal é um dos bares mais badalados do momento

ambiente-com-e-sem-pessoas_05.jpg.jpg

Balcões reluzentes compõem o ambiente do Bar dos Arcos, no centro (Clayton Vieira/Veja SP)

Não sem atrasos, o Bar dos Arcos foi inaugurado no fim de 2018. Instalado no subsolo do mítico Teatro Municipal, tornou-se um sucesso instantâneo. Afinal, era aguardado por uma legião que não resiste a uma novidade.

O bar tem como cenário as fundações da casa de música clássica. Estão lá os arcos e tijolos nas paredes por onde se distribuem balcões coletivos que emitem luz, inspirados em bar do filme O Iluminado, dirigido por Stanley Kubrick em 1980.

A disposição das mesas altas é um convite à interação entre diferentes grupos. Mas nem pense em escolher seu lugar ou trocar de bancada. Os clientes devem se manter no assento indicado.

No fim da visita, a comanda é paga no caixa, como em um clube noturno, segmento em que o sócio Facundo Guerra fez escola. Vale lembrar que na entrada é obrigatório deixar dados para cadastrar um cartão de consumo na primeira ida ao local — se você for em turma grande, o processo poderá ser demorado.

drinque-tosca_03.jpg

Tosca: drinque autoral da argentina Chula, combina tequila, licor de laranja, gengibre, limão-taiti, soda de hibisco e raspa de laranja (Clayton Vieira/Veja SP)

Paciência. E não se esqueça: às vezes há conflitos de informação da brigada, que não sabe responder a questões simples como “estão preparando bebidas nesse horário?”.

Se os pontos anteriores não o desanimarem, segue a boa notícia. Além de o ambiente ser espetacular, os drinques da argentina Chula, com experiência no famoso bar portenho Florería Atlántico, seduzem, ainda que não sejam baratos. Boa parte do que foi provado em três visitas funcionou bem.

drinque-penicilin_01.jpg

Penicillin: um dos melhores drinques da carta (Clayton Vieira/Veja SP)

O tosca (R$ 35,00) combina tequila, licor de laranja, gengibre, limão-taiti, soda de hibisco e raspa de laranja. Também com gengibre, o ótimo penicillin (R$ 45,00), um clássico de Nova York, leva aqui uísque, bourbon, limão-taiti e mel e tem um agradável toque defumado.

Daqueles coquetéis de tomar devagar, o balanceado amadeus (R$ 41,00) traz na taça bourbon e vermutes tintos com cereja.

drinque-amadeus_03.jpg

Amadeus: composto de bourbon, vermutes tintos e cereja (Clayton Vieira/Veja SP)

Sob a batuta do chef Rodrigo Augusto, a cozinha executa um menu variado. O poboy (R$ 43,00), sanduíche inspirado no tradicional da Louisiana, vem na ciabatta com lula e camarão fritos, picles de cebola-roxa, alface e maionese de salsão mais vinagrete de maçã à parte.

sanduc3adche-poboy_03.jpg

Poboy: inspirado na Louisiana, o poboy vem na ciabatta com lula e camarão fritos, picles de cebola-roxa, alface e maionese de salsão mais vinagrete de maçã à parte (Clayton Vieira/Veja SP)

Balanço geral: vale a pena passar horas agradáveis no Bar dos Arcos.

Fonte: https://vejasp.abril.com.br/blog/notas-etilicas/bar-dos-arcos-critica-cardapio/?fbclid=IwAR35Xj0nlyUKaeAr13RdswWpNqmGuzE-y-UVONRrLO1mwaBEtrTIHqhvgWY