Costumes no litoral da Inglaterra - Coluna Viagem

Costumes praianos são diferentes de país para país. O jeito britânico de aproveitar a praia, por exemplo, pode não ser igual aos nossos hábitos no Brasil. E, apesar de muita gente não conhecer, a Inglaterra também possui praias lindas!

Brighton, Bournemouth e Swanage são alguns dos lugares ingleses mais cotados por jovens do mundo inteiro para curtirem e estudarem inglês próximos ao mar. São cidades joviais, agitadas e ótimas para todas as horas.

Descubra um pouco mais sobre essas cidades inglesas e prepare-se para aproveitar o litoral como um nativo!

CI_Blog53.jpg

1. Bate e volta.
Tão comum para os brasileiros, o bate volta, para quem tem pouco tempo, é uma das melhores formas de aproveitar as praias próximas das cidades do interior e dar aquela mudada na rotina.

Brighton e Bournemouth ficam a poucas horas de Londres. De Londres a Brighton, a viagem dura cerca de 1 hora, enquanto para Bournemouth dura por volta de 2 horas e meia. Por isso, essas praias costumam receber muitos turistas curiosos que acabam se encantando com a cultura praiana e charmosa dos ingleses em todas as estações do ano.

CI_Blog62.jpg

2. Areia x Pedras | Água de Coco x Pimm’s | Porção de Camarão x Fish and Chips.
Bournemouth é uma das poucas praias na Inglaterra que possuem areia fofa e branquinha. Em outras praias, como Brighton e Swa, a costa é composta por cascalhos, conchas e pedrinhas, trazendo um charme diferenciado para a paisagem.

Em relação aos refrescos, o que mais se encontra no verão britânico é uma bebida chamada Pimm’s. Alcoólica e com frutas cítricas e doces, acompanha o sol perfeitamente em qualquer ocasião.

Você pode até achar que vai sentir falta daquela porção de camarão fresquinha, mas, quando experimentar Fish and Chips, servido na maioria dos bares e restaurantes do país, vai se esquecer rapidinho. Um peixe fresco muito bem preparado e acompanhado do ingrediente que os ingleses sabem preparar muito bem: a batata frita!

CI_Blog23.jpg

3. Cadeiras e barracas de praia.
Até as cadeiras e as barracas de praia britânicas conseguem ser muito charmosas. Com os mesmos mecanismos e a mesma praticidade das brasileiras, a cadeira inglesa, feita de madeira, traz um ar vintagecool e aconchegante para uma tarde tranquila em frente ao mar, horário no qual os britânicos costumam curtir ainda mais a brisa da praia e aproveitam para apreciar o pôr do sol. As barracas, na verdade, são casinhas coloridas, lindas e muito fotogênicas, usadas para troca de roupas, para cozinhar ou apenas para guardar itens de praia. Em Brighton, em Bournemouth, ou em Swanage, elas são propriedades particulares e disputadíssimas!

CI_Blog33.jpg
CI_Blog9.jpg

4. Pier, bares e restaurantes.
Uma das maiores atrações de Brighton e de Bournemouth são os pieres. Construídos na era vitoriana, além de muito charmosos (para variar), possuem excelentes bares, restaurantes e até parques de diversão com vistas espetaculares das praias. O Brighton Pier, também conhecido como Palace Pier, foi construído em 1899 e se estende por meio quilômetro acima do mar. O de Bournemouth foi inaugurado em 1880 e é um pouco menor, mas tão agitado e lindo quanto o de Brighton. Principalmente durante a noite, quando fica todo iluminado. O Swanage Pier, mais tímido e rústico, não possui o mesmo entretenimento de Brighton ou de Bournemouth, mas é um lugar excelente para apreciar a vista, ler um livro ou se encontrar para conversar com os amigos. Em qualquer uma dessas praias, os pieress são sempre a opção preferida dos locais para curtir a tarde e a noite em qualquer estação do ano.

CI_Blog8.jpg

5. Promenade.
O Promenade, outra famosa opção de passeio à beira das praias britânicas, é conhecido pelos brasileiros como calçadão. Com diversas lojas, restaurantes, cafés e bares pelo meio do caminho, é uma ótima opção de passeio no final da tarde para apreciar o pôr do sol, ou durante a noite quando a agitação local já está um pouco mais fervilhante.

CI_Blog71.jpg

6. Futebol Americano x Futevôlei | Taco x Cricket.
Apesar de o futevôlei também ser encontrado em algumas praias da Inglaterra, o forte é o futebol americano. E, para que o jogo seja mais recreativo e menos bruto do que o original, o objetivo não é derrubar o adversário que está com a bola, e sim tirar algumas fitas que ficam presas em sua cintura.

Outro jogo muito comum nas praias do Brasil é o taco, que pode ser comparado ao cricket britânico. O jogo original também é um pouco mais complexo, enquanto o cricket de praia vem com materiais mais leves para que as partidas sejam tranquilas e não machuquem ninguém que está em volta.

CI_Blog18.jpg

Fonte: https://caianomundo.ci.com.br/costumes-no-litoral-da-inglaterra/

Itália: os significados da palavra “prego”

"Por favor" ou "de nada"? Saiba em que contextos é usado o termo "prego", provavelmente a palavra que você mais ouvirá quando estiver na Itália

piazza-1921682_1920.jpg

Por Barbara Ligero

Logo de manhã, alguém segura a porta do elevador para mim. Decido arriscar um grazie e ouço um simpático prego como resposta. Chegando no bar para tomar café da manhã, me aproximo do balcão e logo um garçom me atende: prego, signorina. Faço meu pedido e, alguns minutos depois, lá está o meu capuccino. Enquanto repousa a xícara na minha frente, o barista solta mais um prego.

Começo minha caminhada até o museu e esbarro em alguém – peço desculpas com um mi dispiace e ouço o que? Prego, é claro. Pego a fila da bilheteria, mas o homem na minha frente está esperando alguém. Prego, ele diz, indicando para que eu passasse.

Depois de cinco “pregos” em menos de duas horas, me senti tentada a pesquisar o quê, afinal, significava exatamente aquela palavra. Os dicionários italiano-português dão como tradução “de nada”, mas na prática o termo cordial é usado em diferentes situações do cotidiano.

Muito além de uma simples resposta para obrigado(a), o prego desempenha a mesma função do nosso “pois não”. Então, quando ouvir isso de um barista ou um garçom, quer dizer que ele quer que você faça o pedido logo. A palavra é repetida no momento da entrega do prato ou da bebida quase como um “de nada” adiantado, algo na linha do “está aí a sua comida, não tem de quê”.

Outro uso comum é na hora de fazer convites e ofertas. Com um único e prático prego, a pessoa pode estar querendo dizer para você se sentar, entrar na sala, passar na sua frente na fila…

Ao mesmo tempo, a palavra pode ser usada para fazer pedidos de modo gentil. “Prego, potrebbe indicarmi…” (você pode me indicar…), “Prego, puoi ripetere?” (você pode repetir?) e “Attenzione, prego” (atenção, por favor) são algumas das possibilidades. Só tome cuidado caso alguém diga “Ti prego“, o que significa “te imploro”.

Ah, e caso você esteja se perguntando, o nosso prego, em italiano, é chiodo.

Fonte: https://viagemeturismo.abril.com.br/blog/piacere-italia/italia-os-significados-da-palavra-prego/amp/

 

Viena é cidade com melhor qualidade de vida do mundo

Capital austríaca conquista título pela nona vez seguida em ranking internacional que leva em conta aspectos políticos, sociais, econômicos e ambientais. Quatro cidades brasileiras aparecem na lista.

42221122_303.jpg

Pela nona vez seguida, Viena pode se orgulhar do título de cidade com a melhor qualidade de vida do mundo, aponta um estudo realizado pela consultoria Mercer e divulgado nesta terça-feira (20/03).

Com 1,8 milhão de habitantes, a capital austríaca ostenta uma cena cultural vibrante, oferece assistência médica ampla e custos moderados de habitação.

Atrás de Viena, Zurique e Munique ficaram em segundo e em terceiro lugar, respectivamente. Assim, a capital bávara é a cidade onde se tem a melhor qualidade de vida na Alemanha.

O país europeu ainda conseguiu emplacar duas cidade entre as dez primeiras do ranking: Düsseldorf ficou em sexto lugar, e Frankfurt, em sétimo. A capital alemã, Berlim, ficou em 13º lugar.

Melhores e piores

Das dez cidades com a melhor qualidade de vida do mundo, a maioria são europeias. O "top 10" inclui ainda a cidade neozelandesa de Auckland (empatada com Munique, em terceiro lugar), Sydney, na Austrália (que empatou com a cidade suíça Basileia, em décimo lugar), e Vancouver, no Canadá, em quinto lugar.

A cidade asiática mais bem colocada foi Cingapura, em 25º lugar. A capital do Uruguai, Montevidéu, foi a melhor latino-americana, em 77º lugar.

Entre as cidades do continente africano, a que mais se destacou foi a sul-africana Durban, que ficou em 89º lugar – mas a que registrou o maior aumento no padrão de qualidade de vida foi a capital moçambicana, Maputo, com 15% de melhorias e conquistando o 182º lugar.

"Após décadas de guerra civil, o país testemunhou uma lenta e contínua melhoria na infraestrutura da cidade desde o fim dos anos 1990, combinada a maior estabilidade política e econômica", constata a Mercer.

Há uma década, a pior colocada da lista é a capital iraquiana Bagdá, palco de ondas de violência sectária desde a invasão liderada pelos Estados Unidos, em 2003.

A capital iemenita, Sanaa, ficou duas posições acima de Bagdá, que foi superada também por Bangui, capital da República Centro-Africana, na penúltima colocação. Já a capital síria Damasco, que há sete anos vive uma guerra civil, ficou seis posições acima da capital iraquiana.

Brasil

A cidade brasileira que obteve a melhor posição foi Brasília, com o 108º lugar, precedida por Bucareste (Romênia) e seguida por Noumea (Nova Caledônia).

A capital brasileira ficou atrás de outras cidades latino-americanas: Montevidéu (89º lugar), Buenos Aires (91º), Santiago (92º), San Juan (Porto Rico, 96º), Cidade do Panamá (também no 96º lugar). A capital brasileira está entre as cinco mais bens colocadas da América do Sul.

Além de Brasília, outras três cidades brasileiras aparecem no ranking: Rio de Janeiro (118º lugar), São Paulo (122ª posição) e Manaus (127º lugar).

Nas Américas, as melhorias mais pronunciadas na qualidade de vida ocorreram na América Central, segundo diz o relatório, "incluindo Havana, em Cuba (+6,5%)".

"Várias localidades na América Central e Latina tiveram seu padrão de vida aumentado por causa de melhoras no ambiente político e do maior acesso de expatriados a produtos de consumo, combinadas com um leve desenvolvimento da infraestrutura", diz o texto, que cita Manaus como tendo registrado um aumento de 2,9% nos padrões de qualidade de vida em comparação com 2017.

19416863_401.jpg

O ranking

A avaliação da qualidade de vida levou em conta 39 critérios que desempenham papel central para funcionários expatriados – ou seja, enviados para trabalhar fora do país de origem. Entre outras, essas características incluem aspectos políticos, sociais, econômicos e ambientais. A Mercer também analisou informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do serviço de segurança de viagens International SOS para elaborar a lista de 231 cidades.

O ranking da Mercer, editado pela vigésima vez este ano, ajuda empresas e organizações a determinarem compensações financeiras e ajudas de custo extras (em caso de riscos, por exemplo) para funcionários de empresas internacionais. Entre os aspectos considerados, estão a estabilidade política, acesso ao sistema de saúde, educação, criminalidade, lazer, transporte e administração do lixo, por exemplo.

Nos últimos 20 anos, cidades do Leste Europeu como Sarajevo (159ª posição) e Bratislava (80º lugar) foram as que mais registraram melhora no padrão de vida, diz o relatório da consultoria.

"Como resultado do aumento da qualidade de vida, um mercado de trabalho competitivo e talentos disponíveis, muitas dessas cidades começaram a atrair empresas multinacionais que passaram a se estabelecer por lá", explica Martine Ferland, presidente para a Europa e o Pacífico da Mercer.

Confira abaixo as listas das dez melhores e das dez piores colocadas:

1.   Viena (Áustria)

2.   Zurique (Suíça)

3.   Auckland (Nova Zelândia) / Munique (Alemanha)

4.   –

5.   Vancouver (Canadá)

6.   Düsseldorf (Alemanha)

7.   Frankfurt (Alemanha)

8.   Genebra (Suíça)

9.   Copenhague (Dinamarca)

10.  Basileia (Suíça)

...

222. Conacri (República da Guiné)

223. Kinshasa (República Democrática do Congo)

224. Brazzaville (Congo-Brazzaville)

225. Damasco (Síria)

226. N'Djamena (Chade)

227. Cartum (Sudão)

228. Porto Príncipe (Haiti)

229. Sanaa (Iêmen)

230. Bangui (República Centro-Africana)

231. Bagdá (Iraque)

RK/dpa/rtr/ots

Fonte:http://www.dw.com/pt-br/viena-%C3%A9-cidade-com-melhor-qualidade-de-vida-do-mundo/a-43066799

Oratório de Saint Joseph (Montreal/Canadá) – “Uma jóia no meio do Monte” - Coluna Viagem por Grá Vulcano

Olá queridos amigos e leitores!!!

Espero que todas tenham passado muito bem as festas de final de ano, tenham recarregado as baterias, e que estejam todos prontos para esse novo ano que já está passando rápido demais!!rs...

Minha Coluna de Viagens aqui no site também passou por umas pequenas “férias”, e cá estou eu de volta! Vamo que vamo 2018!!

Como muitos de vocês continuam me pedindo dicas e relatos sobre lugares interessantes em que eu estive no Canadá, vou escrever um pouco hoje sobre um local incrível, mas que, infelizmente, não costuma ser muito visitado por turistas brasileiros, por ficar um pouco afastado do Centro.

Vou relatar um pouco sobre a nossa experiência no Oratório de Saint Joseph, na cidade de Montreal, no Canadá.

IMG_5470.JPG

Antes da viagem, fazendo várias pesquisas na internet para montar o roteiro, me deparei várias vezes com fotos e citações sobre o tal Oratório de Saint Joseph.

Para ser sincera, eu nunca tinha ouvido falar sobre ele, e, por estar bem longe da área em que estaríamos hospedados, não sabia se a família ia querer mesmo ir até lá.

Mas, como adoramos visitar igrejas, templos e locais religiosos em todas as nossas viagens, todos concordamos em ir, para a minha alegria! Rs...

A ida através de transportes públicos é possível, porém, não muito fácil, pois as paradas de metrô e ônibus mais próximas ficam há vários quarteirões de lá. Como estávamos de carro, fizemos a visita ao local antes de seguirmos viagem para Toronto.

O estacionamento é pago (não lembro o valor, mas acho que é CAN$ 5,00).

IMG_5471.JPG

Localizado em uma área linda, na encosta do Mont Royal, essa basílica católica fica na área mais alta da cidade, a 263 metros acima do nível do mar, e é o maior templo do mundo em homenagem a São José.

 Surpreende pelo tamanho gigantesco e recebe mais de dois milhões de visitantes do mundo inteiro, por ano!!!

IMG_5477.JPG

Para se ter acesso a basílica, nós percorremos uma grande alameda, cercada por jardins. Um caminho muito bonito, que ficaria ainda lindo se o dia estivesse bonito também!!rs...

IMG_5476.JPG

Como estava bastante nublado e frio, não conseguimos tirar fotos tão legais da área externa, mas valeu a pena assim mesmo! O jeito foi respirar fundo para depois enfrentarmos uma grande escadaria de 283 degraus, localizada em frente do pórtico principal. (apesar da escadaria, o local tem total acesso para cadeirantes também).

IMG_5478.PNG

CURIOSIDADE: A basílica foi fundada em 1904 pelo Frei André Bessete. Começou como uma pequena capela, passando por muitas reformas no decorrer dos anos, até chegar ao tamanho imenso que tem hoje, devido à demanda de visitantes. O Frei André ficou conhecido por seus poderes de cura e foi, posteriormente, canonizado. Pode-se pagar uma pequena taxa para visitar lá dentro o “Museu do Oratório”, que contém relíquias sagradas, incluindo o coração do Irmão André. (Nós não fizemos essa visita ao museu porque não tínhamos muito tempo. Ainda seguiríamos viagem para Toronto na sequência, que é bemmmm longe de Montreal por sinal! Rs...)

IMG_1533.JPG

Conforme íamos nos aproximando da entrada, podíamos já ter uma noção da grandiosidade daquele lugar!!!

Tudo muito grande, muito alto... imenso!!!!

IMG_1538.JPG
IMG_1540.JPG

A basílica é repleta de altares, capelas internas, imagens, velas e luzes... tudo muito lindo, transmitindo uma sensação de paz no ambiente.

IMG_1542.JPG
IMG_5474.JPG

Lá dentro pudemos nos deslocar também através de escadas rolantes e elevadores.

Há visitas guiadas por CAN $ 5,00 disponíveis três vezes ao dia, e alguns horários fixos de missas diárias (geralmente rezadas em francês).

IMG_1539.JPG

Da sua sacada é possível ter uma maravilhosa vista que se estende por quilômetros.

IMG_5473.JPG

Enfim, foi um passeio lindo, em um lugar que nem sabíamos que existia antes dessa viagem!

Isso nos faz pensar em quantas coisas maravilhosas existem “escondidas” no nosso país e no mundo inteiro, e que, na maioria das vezes, nem sabemos!...todas aí ...prontas para serem descobertas, vistas, visitadas e nos contarem suas histórias!!!

IMG_1548.JPG
IMG_5472.JPG

Abaixo seguem algumas informações sobre o Oratório de Saint Joseph, e mais algumas fotos (essas fotos abaixo não são minhas), para quem ficou interessado em saber um pouco mais:

Endereço: 3800 ch. Queen Mary

Como chegar usando metrô: Snowsown/ Côte des Neiges

Horário de Funcionamento: 7h às 21h (Verão) e 7h às 17h30 (Inverno).

Mais informações: http://www.saint-joseph.org/

O2.jpg
O3.jpg
O5.jpg

Espero que tenham gostado do relato desse lugar maravilhoso!! Ele é uma super dica para quem for ou estiver em Montreal!

Até o próximo post queridos!!!

Bjo, bjo, bjo...

Grá Vulcano

Graziella.jpg

Graziella Vulcano

Coluna Viagem

 

Dentista formada pela PUC de Campinas em 1998 e dona da “Pink Honey Pães de Mel”, criada por ela em 2011. Uma grande e eterna amante de viagens pelo mundo a fora!! Instagram: @gravulcanodicasviagens  Contato: gragravc@hotmail.com / pinkhoneypaodemel@hotmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“O que eu comi e bebi no Canadá” - Coluna Viagem por Grá Vulcano

Oi gente!!!

Infelizmente alguns motivos pessoais e profissionais me mantiveram muito ocupada e longe do blog nos últimos dois meses. Mas, cá estou eu de volta, contando minhas aventuras pra vocês novamente! J

Acabei de regressar de uma viagem incrível ao Canadá, com a minha família.

Foram 15 dias intensos, visitando Toronto, Montreal, Quebec City, Gananoque (e suas ilhas em Thousand Islands), Ottawa, Niagara-on-the-Lake e Niagara Falls. (inclusive, comemorei meu aniversário em Montreal, com direito a festinha no quarto do hotel e tudo o mais!!rs...foi bem divertido!!).

Aos poucos, terei muito para contar aqui sobre todos esses lugares lindos e suas particularidades. Mas hoje, especificamente, tive vontade de escrever sobre o que eu comi e bebi no Canadá!!! Rsrs... sim, porque comer e beber também fazem parte da viagem, né meu povo?! Rsrs...

exif_temp_image.JPG

O Canadá apresenta uma grande variedade étnica. Andando pelas ruas, pudemos notar a miscelânea de pessoas de todas as partes do mundo que moram ou estão apenas de passagem, principalmente indianos e chineses.

 Acredito que, por isso, exista também uma variedade enorme de tipos de comidas de todas as raças, a gosto do freguês mesmo!

IMG_3068.PNG

Não consegui identificar nenhuma comida “super típica canadense”, porque, no geral, a alimentação deles é bem parecida com a dos EUA. Mas, a mais típica de todas, no entanto, se chama POUTINE!

É uma porção de batatas fritas, coberta com um molho chamado “gravy” (parece um molho de carne, amarronzado) e pedaços de um tipo de queijo branco por cima.

Existem muitas variações de Poutine, mas nós preferimos comer a ”basiquinha” mesmo, pra não ter erro! Rsrs...

Há redes especializadas (como a Poutineria), e preferimos comer nela, afinal, nada melhor do que experimentar o prato típico local com quem é especialista no assunto. J

O que eu achei do Poutine? Achei OK! Tipo, gostosinho, porém nada de mais. Batata frita com molho. Ponto. Mas, quem for ao Canadá, é obrigatório provar! Rs..

IMG_0424.JPG

Outra coisinha pra experimentar, você vai encontrar em uma rede chamada BEAVER TAIL (não sei se tem em todo o Canadá, mas comemos em Ottawa e depois vi em Niagara Falls).

É uma espécie de massa frita (porém sequinha), em formato de “rabo de castor” (daí vem seu nome em inglês), coberta com uma variedade de toppings a sua escolha! Optamos por creme de avelã (tipo Nutella).

Como é bem famoso (faz fila na frente o dia todo), vale experimentar, porém, não achamos nada de mais também.

IMG_0419.JPG

Agora, vou citar uma rede fast food de cafeteria, que só tem no Canadá, chamada TIM HORTONS!!!

É tipo Starbucks, muitoooo famosa no país, principalmente por seus cafés e doughnuts.

Possui uma centena de lojas espalhadas por todos os lugares. Você tropeça em um TH em cada esquina literalmente! Rs...

Comemos lá várias vezes, entre uma correria e outra, em ruas e estradas que percorremos, e amamos!!!

IMG_0226.jpg

Vamos falar agora sobre os famosos waffles regados a MAPLE SYRUP!!!

Primeiro, para vocês entenderem o tal do Maple Syrup: Maple é árvore que apresenta as famosas folhas (maple leaves), que são o símbolo do Canadá e encontram-se, inclusive, na sua linda bandeira.

IMG_1312.JPG

O Maple Syrup é um xarope feito com essas folhas de maple, que pode ser usado para vários fins culinários, mas, o mais utilizado é, sem dúvida, regando os deliciosos waffles!!! Rs...

Os do Canadá são os melhores, vendidos como souvenir, em lindas embalagens de vidro com formato da folha de maple, mas também podem ser encontrados em supermercados com melhores preços e embalagens plásticas.

E, já que comecei a falar sobre MAPLE, vale acrescentar que tudo no Canadá tem a opção “sabor maple”: sorvetes, biscoitos, recheios de chocolates, cafés, balinhas, pirulitos, etc...e tudo é encontrado como souvenir, vendidos em toda parte.

A maioria dessas coisas tem o formato da folha de maple.

IMG_3069.PNG

Uma vez lá, e não tendo isso no Brasil, fiz questão de provar tudo o que eu pude nesse sabor.

Existe uma espécie de TORRÃO DE MAPLE (como um torrão de açúcar mesmo, mas feito com maple) que achei bastante doce. Mas acredito que seja perfeito e muito bonito para adoçar um cafezinho, servido ao lado, no pires, por exemplo.

IMG_2191.JPG

Esse sorvete maravilhoso abaixo, sabor maple of course (rsrs...), é de uma chocolateria famosa canadense, chamada LAURA SECORD ...Achei chique!!!rsrsrs...

IMG_1196.JPG

E, em se tratando de sorvetes, abaixo vem o melhor sorvete de maple que tomei, coberto com casquinha dura de chocolate sabor avelã.

Foi em uma deliciosa chocolateria no centro de Quebec City chamada CHOCOLATO!

Lá podíamos selecionar o tamanho e sabor do sorvete e, depois disso, escolher dentre os diversos sabores de chocolate para a cobertura de casquinha dura. (chocolate com sabores de: framboesa, menta, amargo, ao leite, branco, avelã, laranja, doce de leite, pasta de amendoim, caramelo com flor de sal, etc..)

Um paraíso para os amantes de chocolates e sorvetes.....e um pesadelo pra nossa dieta..rsrs!!!!!!

Outra sorveteria bem famosa, localizada na cidadezinha de Niagara-on-the-Lake, é a COWS!

A loja é linda e fofa, possui algumas opções deliciosas e diferentes de sabores de sorvetes (me lembrou um pouco a Ben & Jerry).

A casquinha é feita e enrolada na hora, ali mesmo, nossa frente!! Uma delícia!!

Dessa vez não escolhi o sabor “maple” para o meu sorvete!!rsrs... preferi “pumpkin patch”, de abóbora, que estava simplesmente magnífico!!!!! Cada um de nós escolheu um sabor diferente e amamos!!

IMG_3070.PNG

Um momento mais “light” agora! Rsrs...

Não posso deixar de relatar aqui sobre as maravilhosas frutas vendidas em mercados centrais. Visitamos os de Toronto e Quebec City. Frutas lindas e fresquíssimas!

Experimentamos uma maçã divina e achamos muito bonita a forma de embalarem as frutas!!! Lindo de se ver!! J

IMG_3071.JPG

Ahhh, e para vocês que são amantes de KIT KAT como eu, encontrei no Canadá 3 sabores que eu ainda não havia experimentado (e olha que já provei quase todos os que existem no mundo, graças as minha amigas Ana e Lú Júlio, que me trouxeram da viagem delas à Tailândia uns sabores super diferentes, que só tem na Ásia).

No Canadá provei : Cookies & Cream, Laranja e Menta (o de menta é lindo!!!! Verde por fora!!rsrs..)

IMG_3072.PNG

Agora uma pausa nos doces!!!rsrs... (bonito a dentista-formiga aqui dar todas essas dicas açucaradas!!!rsrs...)

Vamos falar novamente sobre coisas salgadas!rs...

Uma pizza maravilhosa que comemos em Toronto foi  no Sport Bar chamado BOSTON PIZZA!!

É praticamente o mesmo sabor da Pizza Hut, então, pra quem gosta, é ótima!!!

O ambiente também é super gostoso, cheio de telões exibindo esportes (principalmente hockey no gelo, que é o esporte número 1 dos canadenses).

IMG_1912.JPG

Outro lugar super legal é a rede de hamburgueria e Sport Bar chamada WAHLBURGERS, que pertence a família Wahlberg (Donnie Wahlberg do New Kids on the Block (meu amor..hehe), o famoso ator de Hollywood Mark Wahlberg, e o outro irmão deles (chef de cozinha e empresário), Paul Wahlberg).

O Wahlburgers virou até Reality Show, e passa no mundo todo através da tv a cabo.

Possui burgers e muitos outros tipos de comidas, drinks...ambiente muito legal e tudo super gostoso!

IMG_2530.PNG

Falando um pouco agora de algumas coisas que bebi por lá...

Não posso deixar de citar a delícia que encontramos em uma loja da LINDT em Montreal!!!

Ela tem um “espaço cafeteria”, que vende CHOCOLATE QUENTE LINDT!!!!

 Nós que já amamosss os chocolates da Lindt há muitos e muitos anos, piramos com o chocolate quente!!Dos deuses!!!

image1.png

Agora, sobre o famoso ICED WINE...

Um vinho tipicamente canadense, produzido com uvas congeladas.

Fizemos uma degustação em Niagara-on-the-Lake com 3 tipos, e os achamos deliciosos, porém um pouco caros!!!

Mas, uma vez no Canadá, faz parte do roteiro prová-los! J

IMG_3051.PNG

Outra coisa que ameiiii foi o COFFE IN A CONE , da famosa cafeteria Balzac´s.

É um café que você toma dentro de uma casquinha de sorvete, revestida com uma boa camada de chocolate meio amargo. Você espera uns 2 minutinhos para que o calor do café derreta um pouco aquele chocolate interno da casquinha, e vai tomando...sem palavras!!!

As opções no cone eram: café, chocolate quente ou macchiato.

Sei que já existem alguns lugares no Brasil que fazem esse tipo de café no cone, mas, como eu nunca havia provado, garanti o meu lá no Canadá mesmo!rs...

Tá aí então pessoal, um resumo das principais coisinhas que comi e bebi no Canadá!

Algumas mais típicas, outras mais diferentes, outras mais interessantes, outras nem tanto...

Mas, com certeza, com o Canadá sendo um país imenso, tenho certeza de que existem muitas outras delícias e sabores a serem experimentados. Relatei aqui apenas algumas coisas que provei como turista e curiosa, no meu curto espaço de tempo por lá.

IMG_0981.JPG

Quando estou viajando, não deixo de experimentar nada que me dê vontade! Com moderação, podemos tudo, né?

Agora é só focar na dieta e exercícios novamente!!! Ufaaaa!! Rsrs...

Espero que tenham gostado!! E tenho certeza de que deixei vocês, que estão lendo, com fome!!rsrs...

Bjo, bjo, bjo...e até o próximo post!!!

Grá Vulcano

Graziella.jpg

Graziella Vulcano

Coluna Viagem

 

Dentista formada pela PUC de Campinas em 1998 e dona da “Pink Honey Pães de Mel”, criada por ela em 2011. Uma grande e eterna amante de viagens pelo mundo a fora!! Instagram: @gravulcanodicasviagens  Contato: gragravc@hotmail.com / pinkhoneypaodemel@hotmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PALÁCIO PITTI em Florença, Itália – “Uma jóia renascentista” - Coluna Viagem por Grá Vulcano

Oi gente!!!!

Hoje eu queria contar um pouquinho pra vocês sobre a linda visita que eu e minha irmã fizemos ao Palácio Pitti em Florença, Itália, no ano de 2008. (faz tempoooo!!!rs....mas as lindas memórias são eternas, né?!)

Falando primeiramente um pouco sobre Florença (ou Firenze em italiano), é um daqueles lugares ideais para os amantes de arte e da cultura, pois toda a cidade respira isso em cada canto. Aliás, toda a região da Toscana é linda e mágica, mas acho que Florença, em especial, sempre tem um lugar cativo nos corações de quem esteve lá. E, se você ainda não foi, prepare-se para se apaixonar perdidamente quando chegar a sua vez!

Repleta de museus, igrejas, palácios, galerias, obras de arte famosíssimas, praças e monumentos, Florença é uma das cidades que abriga os maiores acervos e que tem as maiores e mais lindas histórias sobre arte no mundo. Sem contar as incríveis “travessuras artísticas” de Michelangelo, Botticelli e outros gênios... tudo ali, ao vivo e a cores para nos enriquecer culturalmente! (Não sei vocês, mas eu adoro esse tipo de viagem!!!!).

Viagem boa, para mim, é aquela que pode ampliar meus conhecimentos culturais de alguma forma, aprendendo e vivenciando as histórias das coisas, dos lugares visitados, das pessoas nativas... adoro!!!

E claro que, estando com a minha irmã, ela me fez conhecer Florença INTEIRA a pé!!! Rsrs... (quem conhece a Tati sabe que ela é assim mesmo!! rsrs).

Nós costumamos caminhar o máximo possível em nossas viagens, pois acreditamos que, assim, conseguimos explorar muito mais e melhor cada cantinho, cada detalhe. Gastamos solas de sapato mesmo!!!rsrs...

Mas, voltando a Florença, são muitos os lugares a serem visitados e eu precisaria de uma porção de posts aqui até conseguir contar e mostrar tudo o que essa maravilhosa cidade oferece.

Portanto, escolhi ir relatando aos poucos para vocês, em posts separados, de tempos em tempos, tudo aquilo que mais gostei de lá.

Vou começar hoje pelo Palácio Pitti, com os seus maravilhosos Jardins de Boboli (Palazzo Pitti e Giardino di Boboli, em italiano). Um lugar simplesmente incrível!!!

 Palácio Pitti

Está localizado na Piazza de Pitti, na margem direita do rio Arno, e pertinho da super famosa Ponte Vecchio (por isso é legal mesmo andar a pé por ali).

Quando nos referimos a castelos e palácios, pensamos logo naquele estilo mais parecido com “contos os de fadas” (como naquele post em que mostrei Neuschwanstein, na Alemanha, pra vocês).

No caso do Palácio Pitti, ele é ENORME, todo revestido em “pietra forte” (típica pedra arenária da cidade), porém tem estilo arquitetônico renascentista.

Sua fachada é grande e imponente, e mante-se praticamente intacta mesmo depois de tantos anos.

É um dos maiores exemplos da arquitetura em Florença, servindo, ao longo dos séculos, como residência de várias famílias nobres (foi a maior e mais impressionante residência privada da cidade), serviu de “hotel” para a visita de embaixadores e reis e também até utilizado para eventos sociais “mundanos” da corte. Hoje em dia é propriedade do estado italiano.

Passou por diversas expansões e modificações ao longo dos anos até permanecer como está hoje em dia.

No seu interior, vemos uma decoração riquíssima!!

Todas as salas são preenchidas do chão ao teto com quadros, seguindo o estilo barroco, e o teto é decorado com afrescos e estuques dourados. 

Ele possui muitas surpresas, caminhos únicos e uma série de obras de arte de todas as épocas, espalhadas em seus museus e galerias: Galeria Palatina, Galeria de Arte Moderna, Apartamentos Reais, Museu da Prata, Museu da Porcelana, Galeria do Traje e Museu dos Coches.

image3.JPG
image2.JPG

Sem falar nos espetaculares Jardins de Boboli em sua área externa, que relatarei a seguir.

Resumindo: uma visita realmente cultural e sensacional que você pode fazer em um único dia se quiser!!!

 Jardins de Boboli

Depois do passeio no interior do palácio, fomos dar aquela super explorada na área externa.

Estávamos ansiosas e curiosas por conhecer os tão famosos jardins do palácio, afinal, é considerado um museu a céu aberto, requintado por sua arquitetura, seu paisagismo e sua coleção de esculturas.

A parte superior dos jardins ainda está parcialmente rodeada pelas antigas e originais muralhas defensivas, como vou mostrar na foto abaixo!! Achamos isso muito interessante!

Infelizmente, o dia não estava bonito.

Bastante nublado e tivemos a companhia de uma garoa chata praticamente todo o tempo na área externa.

Por isso, acabamos não demorando muito em apreciar os detalhes incríveis daqueles jardins, e nossas fotos não ficaram tão bonitas quanto gostaríamos (nada como um céu azul em um dia de sol para deixar tudo mais bonito, né?rs... pois é, mas não tivemos isso!!rs...).

 Fora que, em 2008, as nossas câmeras não eram tão boas e não existiam smartphones!!rsrs...

Como os Jardins de Boboli são enormes e possuem infinitos detalhes, vou relatar aqui somente o que foi mais relevante para nós e que nos chamou mais a atenção, ok?

Algo muito legal (porém meio bizarro.. rsrs), foi a Gruta de Buontalenti, que é, inclusive, o edifício mais valioso desses jardins.

Ela possui três salas e é uma obra-prima de arquitetura e escultura, toda decorada em seu interior com estalactites, conchas, esponjas e estátuas feitas por gênios da arte. Os elementos da natureza parecem ganhar vida e atravessar as paredes do local!!! Bastante interessante!!

Uma outra parte dos jardins bastante conhecida é onde está localizada a Fontana del Bacchino (Fonte de Baco), e representa o anão obeso Morgante, o mais popular dos anões da corte.

Essa estátua é bastante conhecida e uma das mais visitadas para quem vai ao Palácio Pitti.

Outro lugar lindo dentro dos jardins é a Fonte de Netuno, com uma grande estátua dele no meio das águas.

O caminho que leva até essa fonte é uma espécie de corredor formado por acácias, muito bonito.

Os jardins são todos repletos de caminhos surpresas, labirintos, várias plantas raras, clareiras... confesso que fiquei com medo de me perder!!rs...

Dependendo de onde estivermos, ainda conseguimos ter uma bela vista de Florença!!

Enfim, apesar do dia frio e de estar bem nublado, passamos algumas horas muito agradáveis dentro do Palácio Pitti e Jardins de Boboli.

Um passeio imperdível e super cultural para quem estiver em Florença, não percam!!!

DICA:

Para detalhes atualizados sobre valores de tickets, horário e dias de funcionamento, bem como informações gerais, acesse:

www.uffizi.com/palazzo-pitti-florence.asp

Por hoje é isso então gente!!!

Espero que tenham gostado e obrigada pelo carinho sempre!!!

Bjo, bjo, bjo...

Grá Vulcano

Graziella Vulcano

Coluna Viagem

 

Dentista formada pela PUC de Campinas em 1998 e dona da “Pink Honey Pães de Mel”, criada por ela em 2011. Uma grande e eterna amante de viagens pelo mundo a fora!! Instagram: @gravulcanodicasviagens  Contato: gragravc@hotmail.com / pinkhoneypaodemel@hotmail.com

Hollywood (na Califórnia/USA) – A magia da “Terra do Cinema” - Coluna Viagem por Grá Vulcano

Oi gente!!!

Hoje vou falar um pouquinho sobre minha experiência em HOLLYWOOD, distrito da cidade de Los Angeles, na Califórnia, que fez parte de uma viagem incrível em agosto de 2010 que fiz com mais duas amigas.

Hollywood é famosa pelo cinema, pelo “glamour” da festa anual do Oscar, e por toda a atmosfera que envolve as histórias e mistérios de astros e estrelas.

Por essas razões, sempre tive vontade de ficar hospedada em Hollywood quando eu fosse a Los Angeles. Queria me sentir “inserida” nessa nuvem de magia e suposto “glamour” por alguns dias!!!  #ARhyca rsrsrs...

Assim, reservamos um hotel em Hollywood mesmo (não me lembro do nome dele pois já são quase 7 anos!!rs...), mas era um hotel bom, com café da manhã incluso, estacionamento no local, bem nos parâmetros de hotel americano.

Obviamente que, em nosso primeiro dia na terra do cinema, já quisemos fazer TUDO o que um turista gostaria de fazer estando lá.

Começamos pelo famoso letreiro escrito “HOLLYWOOD” em letras garrafais, já visto tantas vezes em filmes, propagandas de televisão, outdoors e fotos espalhadas pelo mundo todo.

O letreiro é chamado de Hollywood Sign, e está localizado no Mont Lee, considerado um lindo ponto turístico e também símbolo da cidade.

Todos os turistas que vão a Hollywood sonham em tirar fotos com o letreiro.

DICA:

Abaixo estão alguns dos melhores endereços para se conseguir uma foto legal com o Hollywood Sign:
- 2613 N Beachwood Dr – Los Angeles, CA 90068
-3400 N Beachwood Dr – Los Angeles, CA 90068
-3000 Canyon Lake Drive
-6113 Mulholland Hwy

Se você estiver de carro, é só colocar o endereço desejado no GPS e escolher o melhor ângulo!!

Mas, caso você esteja fazendo o passeio com algum guia turístico ou ônibus turístico, com certeza a parada para a foto com o Hollywood Sign já estará no roteiro. Não se preocupe!!

Depois dos nossos clicks com o letreiro, seguimos para a famosa HOLLYWOOD BOULEVARD, a principal e mais visitada avenida de lá.

Isso porque é nela que se concentram tudo o que mais desejamos conhecer em Hollywood: a Calçada da Fama, o Teatro Chinês e Dolby Theatre (onde acontece a cerimônia do Oscar).

Sobre a Calçada da Fama, eu tinha uma “missão” em mente: tirar uma foto com a estrela de Mark Wahlberg (irmão do meu amado Donnie Wahlberg, do New Kids on the Block, já que, como eu fui em 2010 os NKOTB ainda não tinham sua estrela lá na Calçada da Fama. Mas hoje eles já tem, desde 2013, então preciso voltar e tirar com ela também!!!rsrs).

Mas, voltando à Calçada da Fama, ela é a passagem de pedestres mais conhecida em todo o mundo, onde astros do cinema, rádio, televisão, teatro e música são homenageados com estrelas no piso, com seu nome escrito nela.

Vários quarteirões da Hollywood Boulevard e alguns outros poucos da Vine Street têm impressos no chão mais de 2.400 celebridades.

Os nomes homenageados vão desde Mickey Mouse a Elvis Presley, passando por Tom Cruise, Michael Jackson, Charlie Chaplin, e até a nossa brasileiríssima Carmem Miranda!

Conforme vamos andando ao longo dela, vamos literalmente “pisando” sobre tantos nomes famosos! É realmente muito legal e interessante saber que estamos em local onde tantos e tantos famosos já andaram e onde ficarão eternizados para sempre.

DICA:

Para saber onde está a estrela de seu astro favorito, basta clicar nesse link http://www.walkoffame.com/starfinder (que faz parte do site oficial Walk of Fame), e ele lhe dará o endereço do imóvel mais próximo à estrela que você procura.

E, já que o assunto são os astros de Hollywood, outro local obrigatório para fotos e possível visitação é o DOLBY THEATRE, onde acontece a cerimônia anual do OSCAR!!!

Quando estive lá em 2010, ele ainda era chamado de KODAK THEATRE (como verão nas minhas fotos), mas, em 2013, seu nome mudou para o atual Dolby Theatre.

A Kodak pagava mais de 3,6 milhões de dólares por ano para ter sua marca como nome deste teatro. Mas, certamente, a Dolby ofereceu bem mais para “roubar” o título do teatro do Oscar para ela! Rs...

O Dolby Theatre está localizado dentro do shopping center “Hollywood & Highland Center”, ao lado dos outros grandes pontos de visitação como o Calçada da Fama e o Teatro Chinês.

DICA:

O teatro oferece um passeio chamado Dolby Theatre Tour, no qual você pode visitar o local onde acontece a cerimônia do Oscar. O passeio acontece todos os dias, a cada 30 minutos. Esta é uma oportunidade super bacana de conhecer este lugar tão incrível e famoso em Hollywood!!! Masssssss, não lembro por qual motivo, nós não fizemos esse tour e confesso que me arrependo até hoje!!! Mais um motivo para voltar então!!!

Na sequência fomos conhecer o Grauman’s Chinese Theatre, ou TEATRO CHINÊS, como chamamos aqui no Brasil.

Localizado bem ao lado do Dolby Theatre, é um dos cinemas mais importantes do mundo já foi palco de três entregas do Oscar no passado e de muitas premières históricas, contando com a presença de atores, atrizes e diretores como Carmen Miranda, Woody Allen, Tom Hanks e Steven Spielberg.

A visitação é grátis (a não ser que você queira assistir um dos filmes em cartaz).

Sua fachada chama atenção por parecer a entrada de uma construção chinesa. É muitooo bonita!!!

Uma das curiosidades do Teatro Chinês são as cerimônias de impressão de marcas no chão. Celebridades como Marilyn Monroe (entre tantos outros), deixaram nela seus autógrafos, pegadas ou mãos.

Vale a pena fazer um tour de 20 minutos por seu elegante interior!!! Esse tour nós fizemos!!!rsrsrs...

Lembro que nos arredores da Hollywood Boulevard você também irá encontrar muitasssss lojas de souvenires relacionados a cinema e astros, restaurantes, bares, lojas de roupas e acessórios e uma infinidade de pessoas indo e vindo pelas ruas, calçadas e avenidas!

Nada que não esperaríamos de um dos locais mais visitados na Califórnia né?

Mas enfim, no geral, adorei o passeio nesses pontos turísticos de Hollywood!

Confesso que esperava um pouco mais de luzes, cores e glamour (assim como vi em Las Vegas), mas acho que isso é culpa da nossa linda cabecinha que “viaja” às vezes em idéias!rs...

Hollywood oferece muitos outros passeios e atrações, mas, quis relatar aqui, os que foram mais relevantes e interessantes para nós, por serem os mais famosos!

Uma última curiosidade que lembrei agora e que me chamava atenção em Hollywood, é que, todas as vezes em que passeávamos de carro pelas ruas, víamos sempre uma grande quantidade de consultórios odontológicos especializados em estética dental. Praticamente um em cada quarteirão!!

Talvez isso tenha relação com a indústria do cinema e em como os astros e estrelas desejam parecer cada vez mais esteticamente melhores e mais apresentáveis na telona no decorrer dos anos... não sei...mas eu, como dentista, não poderia deixar de reparar nisso!! Rs...

Espero que tenham “viajado” um pouquinho comigo para a “Terra do Cinema”, e até o próximo post!!

Bjo, bjo, bjo...

Grá Vulcano

Graziella Vulcano

Coluna Viagem

 

Dentista formada pela PUC de Campinas em 1998 e dona da “Pink Honey Pães de Mel”, criada por ela em 2011. Uma grande e eterna amante de viagens pelo mundo a fora!! Instagram: @gravulcanodicasviagens  Contato: gragravc@hotmail.com / pinkhoneypaodemel@hotmail.com